loading

Preparação da seleção feminina para o Europeu «num período que permite crescer»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem está a reforçar-se melhor no mercado?

O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, considerou hoje que a preparação da equipa para a participação no Campeonato da Europa, em Inglaterra, se encontra numa fase que permite ao conjunto das 'quinas' «crescer».

Preparação da seleção feminina para o Europeu «num período que permite crescer»

"Tudo aquilo que temos vindo a falar e trabalhar ainda está num período que nos permite crescer. Quando chegar a competição é que iremos ter a real noção dos efeitos do que temos vindo a fazer," afirmou, aos jornalistas, a véspera de mais um jogo de preparação para o Euro2022, novamente com a Grécia, depois do triunfo por 4-0 sobre as helénicas, na quarta-feira.

Nesse sentido, Francisco Neto pretende ver ainda mais e melhor por parte da seleção nacional, assim como aprimorar alguns aspetos menos positivos detetados no encontro anterior.

"O grande objetivo é preparar as jogadoras e dotá-las de capacidade, depois de algum tempo de paragem no final da época. Depois, também tiveram algum período de férias e é bom recomeçar. Ao nível competitivo, senti que era necessário elevar um pouco o nível", acrescentou.

Portugal realizou hoje novo treino na Cidade do Futebol, em Oeiras, contando com as 23 jogadoras convocadas a trabalhar sem limitações e a poderem constituir opção para o segundo jogo consecutivo com a Grécia, no sábado, no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, para satisfação do selecionador nacional.

Também Carolina Mendes, uma das jogadoras 'centenárias' em internacionalizações por Portugal neste grupo de trabalho (105 jogos), transmitiu confiança após a boa prestação no primeiro jogo ante a Grécia, considerando que o segundo embate com as helénicas será "mais uma oportunidade para consolidar" o que tem sido feito nos treinos.

Por outro lado, a jogadora do Sporting de Braga manifestou vontade de ser titular diante da Grécia, "como todas as outras jogadoras", mas salientou que a gestão cabe ao selecionador: "Venho de uma lesão e de uma paragem muito grande e, portanto é natural eu querer ter os meus minutos."

No que respeita à fase final do Euro2022, a avançada do Sporting de Braga assegurou que as jogadoras vão ter "máxima dedicação, suar a camisola", com a ambição de "fazer igual ou melhor" do que no último Europeu.

"Temos de encarar os jogos com a máxima seriedade, queremos ganhar porque queremos passar a fase de grupos e há que continuar este trabalho, para lá chegarmos preparadas," concluiu.

O Europeu de futebol feminino de 2022 realiza-se de 06 a 31 de julho, em Inglaterra, onde Portugal, chamado a substituir a excluída Rússia, integra o Grupo C, juntamente com Suíça (que defronta em 09 de julho), Países Baixos (13) e Suécia (17).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página