loading

Crónica: Marcano dá vitória 'suada' em Vizela com exibição 'cinzenta' do FC Porto

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem tem o melhor plantel para 'atacar' o título?

Um golo do defesa central Marcano no minuto 90 deu hoje ao FC Porto uma ‘suada’ vitória em Vizela, 1-0, na segunda jornada da I Liga, que lhe permite manter a liderança do campeonato.

Crónica: Marcano dá vitória 'suada' em Vizela com exibição 'cinzenta' do FC Porto

O único golo da partida surgiu perto do fim, com Marcano, de cabeça, já na pequena área, a dar a melhor sequência a um bom cruzamento de Galeno da esquerda.

São três pontos ‘arrancados a ferro’ numa exibição ‘cinzenta’ do FC Porto perante um aguerrido Vizela, que defendeu muito, mas bem, e que permite aos ‘dragões’ continuarem na frente do campeonato, na companhia de Benfica e Boavista.

Ambas as equipas vinham de vencer na primeira jornada, o Vizela bateu o Rio Ave (1-0), fora, e o FC Porto o Marítimo (5-1), em casa.

O Vizela apresentou duas novidades em relação ao último ‘onze’ - Diego Rosa e Nuno Moreira –, enquanto o FC Porto repetiu a equipa que começou o jogo com os insulares.

Otávio e David Carmo falharam o jogo inaugural por terem cumprido castigo e começaram no banco.

O FC Porto rapidamente se instalou no meio-campo contrário, domínio mais consentido e estratégico do Vizela, para tentar partir em rápidos contra-ataques, sobretudo pelo veloz Kiko Bondoso, do que por imposição portista.

A equipa de Sérgio Conceição até criou o primeiro sinal de perigo, logo aos oito minutos, com Uribe a rematar por cima após um canto da direita, mas o lance não teve continuidade.

As reais ocasiões de golo nas duas balizas rarearam no primeiro período, merecendo destaque apenas dois remates de Nuno Moreira para o Vizela (34 e 45+3) e um cabeceamento de Taremi (45+2).

Lento, o FC Porto não tinha ideias para desmontar a ‘teia’ defensiva do Vizela - Grujic, por muito que o técnico dos ‘dragões’ defenda o médio sérvio, não é Vitinha, que saiu para o PSG, para ser um dos elos de ligação entre meio-campo e ataque.

Descontente com a produção da equipa, Sérgio Conceição colocou três jogadores a aquecer logo pela meia hora de jogo, mexendo na equipa logo após o intervalo, com a entrada de Otávio e Veron (saíram Uribe e Namaso), passando Grujic para ‘trinco’.

A segunda parte foi diferente, jogada a uma maior velocidade e, logo no primeiro minuto, o recém-entrado Veron esteve perto do golo, mas Buntic mostrou reflexos.

No minuto seguinte, Kiko Bondoso fugiu a Marcano e serviu Nuno Moreira no ‘coração’ da área, mas o avançado falhou por completo o remate.

Novo lance de algum perigo surgiu aos 60 minutos com um remate de Kiki após assistência de Nuno Moreira.

Eustáquio e Toni Martinez entraram para os lugares de Grujic e Evanilson no FC Porto (62) e, pouco depois, Galeno para o de João Mário (68), esgotando as substituições no FC Porto.

No Vizela, Álvaro Pacheco só fez a primeira alteração aos 74 minutos, com a entrada de Francis Cann para o lugar de Zohi. Pouco depois, o técnico dos minhotos lançou Osmajic e Sarmiento (81, saíram Kiko Bondoso e Nuno Moreira).

O FC Porto empurrava o Vizela e, aos 84 minutos, Galeno rematou em arco, de fora da área, fazendo a bola rasar o poste esquerdo da baliza vizelense.

A crença portista fez a diferença, com Marcano a antecipar-se a Anderson, após centro de Galeno, e a dar o triunfo sofrido ao FC Porto.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página