loading

Crónica: Portimonense vence em Paços de Ferreira e soma primeiros pontos

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem tem o melhor plantel para 'atacar' o título?

O Portimonense venceu na deslocação ao terreno do Paços de Ferreira, por 3-0, somando os primeiros pontos na I Liga, em jogo da segunda jornada em que os pacenses alinharam em inferioridade numérica desde os 18 minutos.

Crónica: Portimonense vence em Paços de Ferreira e soma primeiros pontos

Yago Cariello abriu o marcador aos 32 minutos, Luquinha fez o segundo, aos 80, e Ewerton fechou a contagem, aos 84, assegurando uma justa vitória do Portimonense, ainda que por números exagerados.

Com este triunfo, o Portimonense ascendeu ao oitavo lugar, com os mesmos três pontos de mais cinco equipas, enquanto o Paços de Ferreira sofreu a segunda derrota consecutiva e ainda não pontuou, num registo comum a três outros emblemas, ocupando o 16.º lugar.

As duas equipas perseguiam os primeiros pontos no campeonato, após um arranque em falso, mas o fator casa dos pacenses cedo foi contrariado pela melhor entrada no jogo do Portimonense, que beneficiou da lesão precoce do criativo Gaitán e da expulsão praticamente a seguir de Uilton, que tinha substituído o argentino, por entrada imprudente, por trás, no calcanhar de Anderson, obrigando mesmo à sua substituição.

Com Holsgrove e Matchoi de início, em substituição do lesionado Luiz Carlos e de Uilton, o Paços mostrou debilidades na construção, acentuadas com a saída de Gaitán, e no ataque, entregue a Sales, ainda mais isolado após a expulsão, num plantel carente de soluções e mais qualidade.

Antunes, de livre direto, aos 20 minutos, protagonizou o único remate do emblema nortenho à baliza dos algarvios, com o ex-pacense Diaby como novidade num ‘onze’ que incluiu ainda Paulo Estrela, de regresso à terra onde nasceu, mas seria Yago a figura da equipa.

O possante avançado brasileiro recrutado ao União de Santarém, da Liga 3, estreou-se a marcar no principal escalão, desviando de cabeça um cruzamento de Pedro Sá e batendo Jordi.

O guarda-redes pacense, em rigor, não teve muito trabalho, apesar do domínio evidente dos visitantes, mais fortes nos ‘duelos’, mais rápidos nas saídas para o ataque e mais assertivos nas trocas de bola.

O Portimonense tinha vantagem no marcador e no número de jogadores de campo, tinha tudo para consolidar o triunfo, mas ainda sofreu a reação pacense e quase sofreu o empate, mas Matchoi, um dos mais inconformados entre os locais, permitiu a defesa a Samuel Portugal.

O Paços ganhou poder de choque com o regressado Koffi no ataque e mantinha-se na discussão do resultado, mas a equipa pagou a 'fatura' de ir à procura do empate e, num curto espaço de tempo, sofreu dois golos, anotados pelos suplentes Luquinha e Ewerton, aos 80 e 84 minutos, respetivamente, fixando o resultado final.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página