loading

Nélson Veríssimo: «Senti que devíamos ter mais consistência no corredor central»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem tem o melhor plantel para 'atacar' o título?

Declarações de Nélson Veríssimo, treinador do Estoril, após o empate frente ao Rio Ave (2-2), em jogo da terceira jornada da Primeira Liga, realizado no Estádio António Coimbra da Mota.

Nélson Veríssimo: «Senti que devíamos ter mais consistência no corredor central»

“No decorrer da primeira parte, o Rio Ave conseguiu criar-nos problemas que conseguimos resolver em termos defensivos. Ainda assim, tivemos vários momentos com bola, com chegada à frente da baliza contrária.

Senti que devíamos ter mais consistência no corredor central como a equipa estava a defender, para depois termos mais segurança na forma como atacávamos e é nesse momento que sofremos o golo. A partir daí, tínhamos de arriscar e acrescentar mais alguma coisa à equipa.

[Eventual penálti por marcar perto do final] Na nossa opinião não deixa margem para dúvidas de que não há penálti nenhum. O jogador [do Rio Ave], Paulo Vítor, aproveita para se desequilibrar e as imagens são claríssimas relativamente a essa questão.

Agora, é esperar que à medida em que os jogos forem decorrendo, independentemente de jogar o jogador A ou B, eles nos coloquem sempre respostas positivas e isso é bom para o treinador resolver, que é optar por um ou por outro e essa é das boas dores de cabeça que eu queria ter.

O Marqués teve a infelicidade de lesionar-se no primeiro treino que fez connosco e é uma lesão ao nível do tornozelo, que é complicada no sentido em que precisa de algum tempo para recuperar. Está, portanto, ainda entregue ao departamento médico e em processo de recuperação".

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página