loading

LE: Braga permite reviravolta tardia, Mourinho e Jesus com sortes diferentes

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Até onde chega Portugal no Mundial 2022?

O Sporting de Braga ficou hoje a poucos minutos da liderança isolada do Grupo D, mas permitiu a reviravolta do Union Saint-Gilloise (2-1), numa terceira jornada da Liga Europa com sortes diferentes para os treinadores lusos.

LE: Braga permite reviravolta tardia, Mourinho e Jesus com sortes diferentes

Em Itália, a Roma, de José Mourinho, foi batida pelo Bétis (2-1), enquanto na Turquia, o Fenerbahçe, de Jorge Jesus, bateu o AEK Larnaca, por 2-0.

No Minho, Sporting de Braga e Union Saint-Gilloise lutaram pela liderança isolada do Grupo D e os belgas acabaram por surpreender a equipa portuguesa com dois golos do sueco Gustaf Nilsson nos instantes finais, aos 86 e 90+4 minutos, invertendo a vantagem que Abel Ruiz tinha dado à equipa da casa, aos 49.

Depois de um arranque de temporada prometedor, a formação de Artur Jorge somou o segundo desaire seguido e caiu para o segundo lugar do seu agrupamento, com seis pontos, agora a três do Union Saint-Gilloise e com mais três que o Union Berlim, terceiro, que venceu o Malmo na Suécia, num encontro bastante problemático.

Sheraldo Becker, avançado do Suriname, deu ao triunfo ao Union Berlim, com um remate certeiro aos 68 minutos, numa altura em que os germânicos já atuavam com menos uma unidade, por expulsão do húngaro Schafer, aos 45+1, e com Diogo Leite em campo, que foi titular e esteve a tempo inteiro na formação da capital alemã.

Antes do golo de Becker, aos 57 minutos, o árbitro foi obrigado a interromper o encontro durante cerca de 20 minutos, devido ao comportamento dos adeptos do Union Berlim, que atiraram artefactos pirotécnicos para o relvado e também para a zona em que estavam adeptos do Malmo.

Vencedor da Liga Europa em 2016/17 com o Manchester United, José Mourinho complicou a sua posição na luta pelo apuramento no Grupo C, num jogo em que, tal como o Braga, permitiu a reviravolta do adversário, neste caso o Bétis, que contou com William Carvalho na segunda parte.

Em Roma, a cidade eterna, o argentino Dybala deu vantagem aos italianos, aos 34 minutos, mas o seu compatriota Rodriguez, aos 40, e o brasileiro Luiz Henrique, aos 88, consumaram o triunfo aos espanhóis, que reforçaram o comando no grupo.

O Bétis soma agora nove pontos, mais cinco que os búlgaros do Ludogorets, segundos, que foram à Finlândia empatar (1-1) com o HJK. A Roma é terceira com três.

Em Istambul, com Miguel Crespo no ‘onze’, o Fenerbahçe, de Jorge Jesus, bateu o AEK Larnaca, de Rafael Lopes e Gustavo, com golos de Batshuayi (26 minutos) e Mamas (na própria baliza, aos 80), e continua a liderar, agora com sete pontos, o Grupo B na companhia do Rennes, que bateu o Dinamo Kiev, por 2-1, e com quatro de vantagem sobre os cipriotas, terceiros classificados.

Em Londres, Fábio Vieira foi titular e assinou o terceiro golo do Arsenal no triunfo sobre os noruegueses do Bodo/Glimt (3-0), com Cédric Soares a assistir ao jogo do banco de suplentes dos ‘gunners’.

O Arsenal lidera o Grupo A com seis pontos, mais dois que o rival escandinavo e que o PSV Eindhoven, que foi à Suíça golear o Zurique, por 5-1.

No Chipre, Cristiano Ronaldo voltou ao ‘onze’ do Manchester United, na companhia de Bruno Fernandes e Diogo Dalot, mas ficou em ‘branco’ no triunfo por 3-2 sobre o Omonia, embora tenha feito a assistência para o terceiro golo, de Rashford, que ‘bisou’, aos 53 e 84 minutos.

Os ‘red devils’ seguem no segundo posto do Grupo E com seis pontos, a três da Real Sociedad, que continua a liderar após bater o Sheriff, por 2-0, na Moldávia.

Gelson Martins foi suplente não utilizado no triunfo caseiro do Mónaco sobre o Trabzonspor, campeão turco, por 3-1, assim como o guarda-redes Luís Maximiano no ‘nulo’ (0-0) da Lazio na Áustria, com o Sturm Graz.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página