loading

Crónica: Lewandowski marca, Szcesny brilha e Polónia vence a Arábia Saudita

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem é o principal responsável pela eliminação de Portugal do Mundial no Qatar?

A Polónia ficou hoje mais perto dos oitavos de final do Mundial do Qatar ao bater a Arábia Saudita (2-0), com o primeiro golo de sempre de Robert Lewandowski na prova e uma excelente exibição do guarda-redes Szcesny.

Crónica: Lewandowski marca, Szcesny brilha e Polónia vence a Arábia Saudita

Em Doha, Zielinski, aos 39 minutos, com assistência de Lewandowski, abriu o marcador e o capitão polaco fez o segundo golo, aos 82, na segunda jornada do Grupo C, deixando provisoriamente a seleção europeia sozinha no topo do agrupamento, com quatro pontos.

A Polónia, terceira classificada em 1974 e 1982, não passa uma fase de grupos desde 1986, quando chegou aos ‘oitavos’ no México, deixando Portugal pelo caminho.

Num encontro em que o guardião Szcesny foi determinante, parando inclusive uma grande penalidade no final da primeira parte, a Polónia acabou por ser mais pragmática num jogo que acabou por ser ingrato para Arábia Saudita.

Após o triunfo sobre a Argentina (2-1), no que já chegou a ser apontado como a maior surpresa de sempre de um Campeonato do Mundo, a equipa árabe comprovou que tem ‘arte e engenho’ para lutar pelo apuramento (só uma vez o conseguiu, em 1994, nos Estados Unidos) e foi mesmo superior aos polacos.

Além do tal penálti falhado, os sauditas, com um futebol veloz e sem receios, protagonizaram as melhores oportunidades do jogo e só se podem queixar da falta de pontaria, embora, já perto do fim, o médio Al-Malki tenha ‘borrado a pintura’ no lance que resultou no golo de Lewandowski.

A Arábia Saudita chegou ao intervalo já em desvantagem no marcador, mas dominou praticamente toda a primeira parte, com os jogadores do técnico Hervé Renard a não terem receio de ter bola e de ‘partir’ da cima do adversário, impondo bastante velocidade no encontro.

Já depois de Szcesny ter iniciado um festival de excelentes defesas, a Polónia bem pode agradecer ao árbitro da partida ter continuado a atuar com 11 jogadores, já que o lateral Matty Cash, já amarelado, devia ter sido expulso por ter atingido um adversário na cara com uma cotovelada.

Talvez na primeira boa jogada coletiva que fez em todo o jogo, a Polónia acabaria por chegar à vantagem aos 39 minutos, com Lewandowski assistir Zielinski, completamente solto dentro da área.

Mesmo em cima do intervalo, Szcesny foi ‘gigante’ na baliza polaca, defendendo uma penálti de Salem Al-Dawsari, a castigar falta de Bielik com recurso ao VAR, e também a recarga do lance. Foram duas defesas fantásticas, mas sobretudo determinantes na vitória da Polónia.

Logo no arranque da segunda metade, o guardião da Juventus voltou a ganhar um duelo a Salem e a Arábia Saudita continuou a somar oportunidades falhadas.

A ambição de chegar o mais cedo possível ao empate para depois poder procurar a vitória acabou por ‘trair’ os sauditas, que foram abrindo espaços na zona defensiva, com Milik primeiro e depois Lewandowski a acertarem nos ‘ferros’.

O avançado do FC Barcelona, que falhou uma grande penalidade na estreia com o México (0-0), acabaria por chegar ao golo, mas precisou da ajuda Al-Malki, que perdeu a bola à entrada da área, deixando Lewandowski totalmente isolado frente ao guarda-redes Al-Owais.

O capitão polaco fez aos 34 anos o seu primeiro golo de sempre em Campeonatos do Mundo e ficou visivelmente emocionado com o momento.

Ainda antes do apito final, Lewandowski esteve perto de bisar, mas Al-Owais não deixou.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página