loading

Fernando Madureira assume responsabilidade por incidentes na AG do FC Porto: "Faço Mea Culpa"

Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, a principal claque do FC Porto, reconheceu a responsabilidade nos incidentes ocorridos durante a Assembleia Geral do clube, que resultou em agressões entre sócios e na suspensão da mesma. Madureira lamenta os acontecimentos e faz um apelo à unidade para futuras AGs, destacando a importância de uma imagem mais positiva.

Fernando Madureira assume responsabilidade por incidentes na AG do FC Porto: "Faço Mea Culpa"

Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, assumiu a responsabilidade pelos lamentáveis incidentes ocorridos na Assembleia Geral do FC Porto realizada a 13 de novembro, que levaram à suspensão da mesma devido a confrontos entre sócios.

Em declarações à CMTV antes de viajar para Espanha, onde o FC Porto defronta o Barcelona em partida da quinta jornada do Grupo H da Liga dos Campeões, Madureira expressou arrependimento pelos acontecimentos.

"Foram acontecimentos lamentáveis, que lamento. Ver sócios contra sócios nunca é bom. Faço 'mea culpa' porque é lamentável o que aconteceu. Para a próxima AG faço um apelo a todos, Super Dragões e não só, para que cada um dê a sua opinião, para que cada um vote como quiser e no que quiser, mas não podemos passar outra imagem como a que passou cá para fora", afirmou.

Madureira espera que autoridades encontrem culpados dos ataques à casa de André Villas-Boas

O líder dos Super Dragões abordou também os recentes atos de vandalismo e agressão junto da casa de André Villas-Boas, que é apontado como possível candidato à presidência do clube.

"Este último ataque, as pichagens, posso admitir que tem algo com algum adepto mais fanático. Esta última coisa que aconteceu de roubarem o senhor [o zelador da casa] e agredirem-no, é caso de polícia. Espero que as autoridades resolvam rapidamente e que a comunicação social ponha cá fora os culpados, porque aí muita gente vai corar de vergonha", finalizou.

Recorde-se que, o condomínio onde a família do ex-treinador do FC Porto reside, foi alvo de atos violentos e de vandalismo, incluindo o lançamento de petardos, poucas horas depois de uma entrevista de Pinto da Costa à SIC.

O segurança encarregue da vigilância do local foi roubado e brutalmente agredido, resultando na sua hospitalização. Além disso, alguns pertences, incluindo o veículo da vítima, foram roubados.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Futebol365 365
22-02-2024 · 17:56

FC Porto: Yes we conseguimos

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem está mais perto de chegar aos quartos de final da Liga Europa?