loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Final da Liga dos Campeões de África num só encontro em campo neutro em 2020

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

A final da Liga dos Campeões africanos vai ser disputada num único jogo, em campo neutro, a partir de 2020, decidiu esta quarta-feira o comité executivo da Confederação Africana de Futebol (CAF), no Cairo.
Final da Liga dos Campeões de África num só encontro em campo neutro em 2020

A mudança do formato surge depois da polémica da última final, que manchou a imagem do futebol africano: em 31 de maio, os marroquinos do Wydad de Casablanca abandonaram o campo do Esperance de Tunis, da Tunísia, em sinal de protesto pelo colapso do videoárbitro (VAR).

A CAF considera que o encontro não reuniu as condições necessárias de organização e segurança, pelo que o Esperance terá de devolver o troféu conquistado e repetir o jogo, em terreno neutro.

Os antagonistas apelaram ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), que deve decidir até 31 de julho.

Depois do empate 1-1 na primeira mão, o Esperance vencia por 1-0 quando aos 59 minutos Walid el Karti empatou de cabeça, golo anulado por alegado fora de jogo.

Os marroquinos pediram recurso ao VAR, contudo a tecnologia não funcionou, pelo que o ‘juíz’ manteve a sua decisão.

Os futebolistas do Wydad recusaram-se a regressar ao terreno de jogo e, após sequência de agarrões e empurrões entre jogadores das duas equipas, o árbitro decidiu apitar para o final do encontro, quando ainda faltavam 30 minutos, e declarar o Esperance como vencedor.

A Taça das Confederações terá o mesmo sistema, sendo que as cidades-sede desses eventos serão designados antecipadamente.

O congresso da CAF realiza-se no Cairo em vésperas da final da CAN2019, que vai opor Argélia ao Senegal.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler