loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

LE: «Temos de ser mais equipa do que fomos na Holanda», Sérgio Conceição

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Frederico Varandas deve pedir a demissão de presidente do Sporting?

O treinador Sérgio Conceição considerou hoje que o FC Porto tem de «ser mais equipa» do que foi na última jornada da Liga Europa de futebol, para vencer quinta-feira os escoceses do Rangers, na terceira jornada do Grupo G.
LE: «Temos de ser mais equipa do que fomos na Holanda», Sérgio Conceição

O técnico dos dragões garantiu que os jogadores perceberam o que não fez bem na ronda anterior da prova, na qual perdeu por 2-1 com os holandeses do Feyenoord.

"Nem tudo foi mau nesse jogo, mas muitas coisas foram. Temos de ter uma mentalidade ganhadora, mas também qualidade individual. Com o Feyenoord tivemos momentos interessantes, mas as equipas não vivem só dos momentos em que têm bola. Temos de ser mais equipa do que fomos na Holanda", disse o treinador do FC Porto.

Questionado sobre o que espera do estilo de jogo do Rangers, Sérgio Conceição partilhou que não conta com um adversário que se baseie apenas numa atitude "aguerrida", típica do futebol britânico.

"Tal como nós, o Rangers também tem critério ofensivo. Vimos alguns jogos em que houve mais espaços e souberam jogar. Estamos preparados para os diferentes cenários. Mas temos que pensar, principalmente, no que somos e no que queremos fazer", analisou.

Sérgio Conceição considerou que a sua equipa "tem a exigência de ganhar" todos os jogos em que participa, "tanto em casa como fora", e não se mostrou preocupado com a concentração de partidas que tem pela frente.

"O que me incomoda é ficar 18 dias sem jogar. Não me incomoda ter jogos de três em três dias. Isso acontece normalmente com os grandes clubes, que estão nas competições nacionais e internacionais. A mim cabe-me gerir o grupo da melhor forma", disse o treinador.

Nessa gestão, o técnico dos ‘dragões' ainda não sabe se poderá utilizar Corona, que recupera de lesão, mas garantiu que "confia em todos os jogadores que alinharam frente ao Coimbrões”, para a Taça de Portugal.

Marcano, defesa central dos ‘dragões’, que também participou na conferência de imprensa, apontou que a exigência do FC Porto "é sempre ganhar", mesmo reconhecendo qualidade ao adversário escocês.

"É uma boa equipa, coesa, agressiva, que ganha muitos duelos e segundas bolas, e são bons nas bolas paradas, com jogadores que podem fazer a diferença no ataque", observou.

Marcano garantiu que a equipa já se debruçou sobre o que não correu bem no último jogo da competição: "As coisas que temos de corrigir já fizemos nos treinos e no balneário. Não posso dizer o quê, tentamos sempre melhorar quando as coisas correm mal, mas também quando correm bem", disse o defesa central.

O jogador espanhol foi ainda instado a comentar a dupla que faz, esta época, com Pepe no eixo da defesa do FC Porto, não poupando elogios ao internacional português.

"Pepe é um excelente jogador, que me ajuda muito em todas as fases do jogo. Só tenho palavras de agradecimento. É um dos melhores profissionais com que já joguei", concluiu Marcano.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler