loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Portugal foi o que pagou mais a empresários nas vendas de futebolistas em 2019

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Frederico Varandas deve pedir a demissão de presidente do Sporting?

Os clubes portugueses foram os que pagaram mais em comissões aos intermediários nas transferências de futebolistas para o estrangeiro em 2019, de acordo com um relatório divulgado hoje pela FIFA.
Portugal foi o que pagou mais a empresários nas vendas de futebolistas em 2019

No total, os clubes nacionais vendedores pagaram 46,1 milhões de dólares (cerca de 41,6 milhões de euros ao câmbio de hoje), para um total de 41 transferências internacionais, assumindo-se ainda como os quartos que mais gastaram com empresários, considerando também as contratações.

O pódio dos países que em 2019 mais gastaram com intermediários nas transferências internacionais de jogadores é liderado pela Itália, com um total de 117,7 ME, seguido da Inglaterra (93,5 ME) e Alemanha (76,3 ME).

Portugal ocupa a quarta posição, com um total de 70,5 ME, sendo que 28,9 ME são referentes aos valores pagos aos intermediários pelos clubes compradores, num total de 103 transferências efetuadas, e 41,6 ME pelos vendedores, referentes a 41 operações.

Segundo a FIFA, o total das comissões pagas pelos clubes aos intermediários nas transferências ascendeu em 2019 a 653,9 milhões de dólares (cerca de 590,1 ME), o que representa um aumento de 19,2% em relação a 2018, sendo que dois terços desta verba é paga pelos clubes contratantes.

Apenas 395 das 17.896 transferências internacionais de jogadores efetuadas em todo o mundo este ano, registadas pelos mecanismos legais da FIFA, envolveu intermediários.

A principal razão para um número tão baixo é que dois terços de todas as transferências internacionais são de jogadores sem contrato, pelo que não envolve um clube de origem.

A Sérvia, com 20,8%, está no topo dos países em que os clubes vendedores mais dependem de intermediários nas transferências de jogadores, logo seguida da Itália (19,9%), França (15.4%) e Portugal (13,1%).

No que refere aos clubes compradores, Portugal é o nono na tabela dos países que mais dependem dos intermediários, com 15,9%, enquanto a Itália é o primeiro, com 40,5%, seguida da Inglaterra, com 36,4%, e País de Gales, com 29,1%.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler