loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Rio Ave trava série de vitórias do Gil Vicente com golo de Taremi

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem vai vencer a Taça da Liga?

O Rio Ave venceu hoje o Gil Vicente, por 1-0, em partida da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, decidida com um golo de grande penalidade de Taremi, que acabou expulso com vermelho direto.
Crónica: Rio Ave trava série de vitórias do Gil Vicente com golo de Taremi

O avançado iraniano dos vila-condenses apontou o tento que desequilibrou a contenda, aos 62 minutos, na cobrança de um penálti, a castigar falta de Claude Gonçalves sobre Diego Lopes, premiando a equipa que, globalmente, mais procurou o triunfo.

Com este resultado, o Rio Ave recuperou o sexto lugar no campeonato, agora com 18 pontos, enquanto o Gil Vicente, que vinha de três vitórias consecutivas no campeonato, baixou para 10.º, com os mesmos 16 pontos.

Os donos do terreno entraram no desafio a querer corrigir o desaire da última jornada, frente ao Sporting de Braga (derrota por 2-0), e não demoraram a assumir a iniciativa e criar os primeiros lances de perigo.

Logo aos 4 minutos, Diego Lopes deixou um primeiro aviso aos gilistas, num remate ao lado, e, pouco depois, foi Taremi a ver um desvio ser bloqueado, em cima da linha de golo, por Rúben Fernandes.

Apesar de conseguir travar os ímpetos iniciais do Rio Ave, o Gil Vicente, que vinha de um moralizador triunfo sobre o Sporting na Liga, não era tão eficaz a explorar os contra-ataques, e mesmo desenhando algumas boas movimentações, faltava-lhe acutilância na definição final.

Indiferentes a isso, os locais estiveram, novamente, perto de marcar, aos 24, num cabeceamento de Tarantini, que esta noite completou o jogo 300 da carreira na I Liga, mas que uma intervenção aplicada do guardião gilista Denis negou a celebração.

Do outro lado, os minhotos só protagonizaram o seu primeiro lance de real perigo já aos 39, num remate de longe de Kravev, que obrigou Kieszek a aplicar-se para manter o nulo com que se chegou ao intervalo.

O tempo de descanso até fez bem ao Gil Vicente, que regressou para o segundo tempo atrevido e a jogar com mais regularidade no meio-campo contrário, embora com as mesmas dificuldades no último passe.

O Rio Ave tentou, então, aproveitar o maior espaço para explorar as suas combinações e, pouco depois da hora de jogo, capitalizou um erro do gilista Claude Gonçalves, que derrubou Diego Lopes na área, para dispor de uma grande penalidade, que Taremi, na cobrança do castigo, aos 62, não desperdiçou, fazendo o 1-0.

Só em desvantagem o Gil Vicente carregou definitivamente no acelerador, empurrando o Rio Ave para junto da baliza, mas sem efeitos práticos.

Os locais ainda complicaram a sua tarefa, quando Taremi, já depois de ter visto um cartão amarelo, por protestos, persistiu na atitude e viu o vermelho direto, aos 83.

O Gil Vicente tentou, nesta fase derradeira, aproveitar alguma descompensação do Rio Ave, e apesar de insistência, o melhor que conseguiu foi, já aos 88, um remate de Lourency, ao poste.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler