loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Taça de Portugal: Famalicão vence Mafra em jogo condicionado pela intempérie

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Outras Notícias

Sondagem

Com a vitória do FC Porto frente ao Benfica o campeonato está relançado?

O Famalicão garantiu na quinta-feira a passagem aos quartos de final da Taça de Portugal de futebol, ao vencer o Mafra, por 3-0, numa partida muito condicionada pela chuva que deixou o relvado no limite do utilizável.
Taça de Portugal: Famalicão vence Mafra em jogo condicionado pela intempérie

Depois do início do desafio ter sido adiado por mais uma hora, devido à intempérie, os famalicenses acabaram por se adaptar melhor às adversas condições, mas só chegaram aos golos no segundo tempo, com os tentos de Pedro Gonçalves (52), Diogo Gonçalves (60) e um penálti cobrado por Toni Martinez (90+4).

Num tapete verde que começou com contornos pantanosos, os primeiros minutos foram de pouco futebol, com ambas as equipas mais concentradas em não cometer erros, do que propriamente apresentar um jogo ofensivo.

Nesta toada, não surpreendeu que o primeiro lance de perigo surgisse apenas aos 22 minutos, quando o avançado do Mafra Gustavo Cazonnati aproveitou uma perdida da defesa famalicense e esboçou um remate por cima.

Do outro lado o Famalicão, sentindo dificuldades em impor o seu futebol mais técnico, não conseguia materializar em oportunidades uma postura mais pressionante, e só depois de uma interrupção do jogo, por seis minutos, devido a uma falha na iluminação do estádio, os minhotos conseguiram ameaçar a baliza contrária.

O avançado Anderson, um dos mais inconformados na equipa da I Liga, esteve em destaque, já em cima do intervalo, ao protagonizar um par de remates perigosos, mas insuficientes para alterar o nulo com que se chegou ao tempo de descanso.

Ainda assim, os locais aproveitaram o embalo da primeira metade, para surgirem no segundo tempo mais ofensivos, acabando premiados pela insistência, aos 52, quando Pedro Gonçalves, numa recarga a dois tempos a um remate inicial de Anderson devolvido pela barra, inaugurou o marcador.

Com o jogo desbloqueado, e o Mafra obrigado a expor-se, o Famalicão revelou-se letal, e oito minutos depois, chegou ao 2-0, num lance em que Diogo Gonçalves se isolou e, no frente a frente com o guarda-redes Chastre, rematou para o golo.

Apesar da mais pronunciada desvantagem, o Mafra não esmoreceu, e ganhou ânimo nos instantes finais, quando passou a jogar com mais um elemento, após a expulsão do famalicense Roderick, que viu vermelho direto por travar uma desmarcação de Ayongo.

A formação da região de Lisboa foi, então, forçando o recuo do Famalicão, mas com a chuva a regressar em força nos derradeiros minutos, a tarefa dos comandados de Vasco Seabra ficou dificultada.

Acabou por aproveitar o Famalicão, já em tempo de descontos, quando o recém-entrado Toni Martinez, ganhou uma falta para grande penalidade, depois de se embrulhar com o guarda-redes do Mafra, e, assumindo a cobrança do castigo, estabeleceu 3-0 final.

Programa da jornada:

Terça-feira, 17 de Dezembro de 2019
Ac. Viseu - Desp. Chaves, 1 - 0
Varzim - Anadia, 2 - 1 a.p
Marinhense - Rio Ave, 0 - 2

Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2019
Sertanense - Canelas 2010, 0 - 1
Paços Ferreira - Sp. Espinho, 3 - 0
Benfica - Sp. Braga, 2 - 1

Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2019
FC Porto - Santa Clara, 1 - 0
Famalicão - Mafra, 3 - 0

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler