loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Companhia de São Tomé e Príncipe retoma ligações diretas com Portugal em 03 de julho

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

A companhia aérea de São Tomé e Príncipe, STP Airways, retoma em 03 de julho as ligações regulares diretas entre aquele país e Portugal, em voos operados pela portuguesa euroAtlantic airways.
Companhia de São Tomé e Príncipe retoma ligações diretas com Portugal em 03 de julho

Os voos serão operados com as aeronaves da euroAtlantic airways "em regime de ‘code-share’ com uma frequência semanal, às sextas-feiras", adiantou hoje a companhia de aviação portuguesa em comunicado.

A euroAtlantic airways "é acionista e gestora da companhia nacional são-tomense", reafirmou a empresa, após várias polémicas com o Governo de São Tomé e Príncipe.

O voo Lisboa-São Tomé parte às 06:00 e está previsto chegar ao destino às 10:50 locais. De São Tomé para Lisboa partirá às 13:25 e chega às 20:35.

À semelhança do que acontece nos voos regulares da euroAtlantic para a Guiné-Bissau, a STP, nos voos intercontinentais permite aos passageiros transportarem “duas malas de porão com 30 quilos de bagagem, além de uma peça com 0,5 quilos na cabine".

O objetivo da STP Airways, ao retomar as ligações diretas entre os dois países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), suspensas após o início da pandemia de covi-19, visa "apoiar o Governo de São Tomé Príncipe", também acionista da companhia aérea e, com presidência do conselho de administração da empresa de bandeira do país, "as ações de desconfinamento faseado da população são-tomense e o retomar das atividades económicas".

"Com a retomada das ligações diretas a Portugal, além da retoma das atividades económicas e sociais, o país espera, no segmento do turismo sustentável, o regresso dos visitantes nucleares para a captação de divisas", destacou a nota.

Além disso, os voos da STP também "permitem fazer chegar ao país mais rapidamente material médico e hospitalar" e retomam as importações por via aérea.

A STP Airways alertou, porém, os seus clientes de que até à descoberta de uma vacina para o novo coronavírus, "existem novos caminhos para se viajar com segurança, regras que as companhias aéreas” se viram “obrigadas a adotar".

Assim, os passageiros dos voos STP com idade superior a quatro anos são obrigados a apresentar um teste à covid-19 realizado 72 horas antes da partida e ao uso de máscara cirúrgica na aerogare e durante o voo, devendo possuir um ‘stock’ que lhes permita a mudança ao fim de quatro horas.

Além disso, à chegada a São Tomé, estão sujeitos a uma triagem térmica.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 501 mil mortos e infetou mais de 10,16 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 9.660 mortos confirmados em mais de 384 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné Equatorial lidera em número de infeções e de mortos (2.001 casos e 32 mortos), seguida da Guiné-Bissau (1.654 casos e 24 mortos), Cabo Verde (1.165 casos e 12 mortos), Moçambique (883 casos e seis mortos), São Tomé e Príncipe (713 casos e 13 mortos) e Angola (267 infetados e 11 mortos).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página