loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Fernando Gomes e Isaltino Morais inauguraram esculturas à porta da Cidade do Futebol

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), e Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras (CMO), inauguraram hoje dois monumentos, da autoria do escultor Júlio Quaresma, edificados nas rotundas junto à Cidade do Futebol, em Caxias.
Fernando Gomes e Isaltino Morais inauguraram esculturas à porta da Cidade do Futebol

Em dia de reeleição como presidente da FPF e no dia em que se assinalam quatro anos sobre a conquista do Euro 2016 pela seleção nacional de futebol, Fernando Gomes sublinhou a importância da data e considerou que as duas esculturas hoje inauguradas são um presente apropriado.

"Houve grande felicidade na escolha da data para esta cerimónia, pois Portugal festeja hoje quatro anos sobre a conquista do primeiro titulo europeu, o dia mais feliz da sua história de 106 anos. A belíssima obra do mestre Júlio Quaresma, vocativa do caráter histórico e cosmopolita do futebol, é o melhor dos presentes", disse Fernando Gomes, na cerimónia de apresentação das esculturas.

O presidente da FPF manifestou a sua "enorme gratidão" pelas duas obras, que considerou serem "dois monumentos felizes e exemplos da relação de proximidade entre Oeiras e o Futebol".

Isaltino Morais lembrou que a FPF é "um parceiro fundamental na simbiose entre o município e o futebol" e sublinhou que as duas obras que recebem os visitantes da Cidade do Futebol são uma "valorização para o espaço" e uma "homenagem pelo esforço, trabalho e dedicação do futebol".

O autarca de Oeiras destacou que é "um grande orgulho" ter a FPF no município e relembrou que as duas esculturas são também exemplo da aposta que Oeiras quer fazer no plano cultural.

"Queremos ser uma capital da cultura e estes monumentos não se encerram na sua dimensão ligada ao futebol, pois Oeiras vai candidatar-se a Capital Europeia da Cultura em 2027", lembrou o presidente da CMO.

Júlio Quaresma, escultor e autor dos dois monumentos, a "Porta para a Glória", na rotunda norte, e "Mundo do Futebol", na rotunda sul, considerou que criar um parque escultórico "é uma aposta acertada de Oeiras", que assim consegue "democratizar a cultura e criar no município uma oferta turística diferenciada".

Quanto às duas criações, assumiu que vencer o concurso aberto pela autarquia de Oeiras teve "um sabor muito especial" e explicou que o princípio que está na base das obras é a "humanização e a criação de uma mensagem com significado", mas que ainda assim estas fossem de "compreensão e apreensão imediata".

"Estes monumentos refletem o passado e uma visão de futuro, evocando a história, a globalização do futebol e seu impacto enquanto elemento agregador de pessoas e de humanidade, sem esquecer a importância dos materiais, a cor e a luz, numa dinâmica e alegria de sedução", revelou o artista luso-angolano.

Na rotunda norte, o conjunto escultórico com o título "Porta para a glória" faz referência ao jogador de futebol a rematar à baliza, num contexto de movimento e ascensão.

Já na rotunda sul, o conjunto escultórico com o título "O mundo do Futebol" é alusivo à história e percurso ao longo dos tempos do jogo de futebol e da importância e universalidade do desporto, projetando dois postes verticais de balizas e um elemento esférico, a bola de futebol/globo terrestre.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página