loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Mais 64 casos positivos em Moçambique elevam total para 2.855

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Moçambique registou nas últimas 24 horas mais 64 casos de infeção pelo novo coronavírus, elevando o total de infetados para 2.855, mantendo-se com 19 óbitos, anunciou o Ministério da Saúde.
Covid-19: Mais 64 casos positivos em Moçambique elevam total para 2.855

"Destes, 61 casos são indivíduos de nacionalidade moçambicana e três indivíduos estrangeiros", lê-se no comunicado de atualização de dados divulgado hoje pelo Ministério da Saúde.

Os novos casos estão nas províncias de Maputo (12), Nampula (02), Zambézia (01), Tete (04), Manica (04), Sofala (09), Gaza (06) e cidade de Maputo (26).

Dos casos já registados em Moçambique, 2.654 são de transmissão local e 201 são importados, enquanto 1.163 (40%) pessoas são dadas como recuperadas e ocorreram 19 óbitos.

As autoridades de saúde indicam ainda que há 18 pessoas internadas e que "padecem de patologias diversas associadas à covid-19".

Dos casos ativos em Moçambique, a cidade de Maputo, capital do país, regista o maior número, com 655 infeções, seguido de Maputo província, com 339 casos, ambas no sul de Moçambique.

Desde o anúncio do primeiro caso de covid-19 em Moçambique, em 22 de março, o país realizou 77.584 testes de casos suspeitos, tendo rastreado mais de 1,7 milhões de pessoas.

Foram colocadas em quarentena domiciliária 28.226 pessoas suspeitas de covid-19 e 4.445 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 766 mil mortos e infetou mais de 21,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página