loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Tondela e Rio Ave iniciam campeonato com empate a uma bola

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Um golo de Ricardo Alves, nos primeiros minutos, e um de Meshino, nos descontos, deram hoje o empate na receção do Tondela ao Rio Ave, em jogo da primeira jornada da I Liga.
Crónica: Tondela e Rio Ave iniciam campeonato com empate a uma bola

Ricardo Alves e Meshino foram assim os autores dos dois golos da partida inaugural de Tondela e Rio Ave na I Liga portuguesa de futebol, com o capitão ‘beirão’ a inaugurar o marcador, aos nove minutos, e o médio japonês a empatar já no tempo de compensação (90+2).

Numa primeira parte equilibrada, o Rio Ave manifestou alguma dificuldade em ultrapassar o bloqueio constante da equipa da casa, apesar de nos minutos que antecederam o golo ter provocado um dos momentos mais tensos para o Tondela.

Aos três minutos, Babacar Niasse saiu da grande área e não conseguiu regressar a tempo de segurar a bola de Piazon, um lance invalidado por um fora de jogo do Rio Ave.

Aos nove minutos, Ricardo Alves destacou-se no centro da grande área e cabeceou para o fundo da baliza de Kieszek, respondendo a uma canto marcado por Salvador Agra, que se estreou hoje no Tondela.

Depois do golo, os vila-condenses reagiram e desperdiçaram aos 13 minutos, por Gelson Dala, mas o Tondela também tentou ampliar, tendo Pedro Augusto atirado ao poste, aos 19.

Jambor, aos 30 minutos, atirou à trave de livre direto e Santos, na recarga não aproveitou, na que foi nova grande oportunidade para os visitantes igualarem.

Na segunda parte, o Rio Ave entrou mais intenso e a jogar mais em cima do meio-campo do Tondela, tendo a linha defensiva ‘beirã' sido obrigada a ter um papel mais interventivo no jogo, com destaque para o guarda-redes Babacar Niasse, autor de diversas intervenções ao longo desta metade da partida.

No entanto, foi impotente para travar o remate do japonês Meshino, também em estreia nos vila-condenses, que, aos 90+2, estabeleceu a igualdade final.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página