loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Eficácia do Santa Clara vence desperdício do Sporting de Braga

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Um golo do avançado brasileiro Thiago Santana deu hoje a vitória ao Santa Clara, 1-0, em casa de um perdulário Sporting de Braga, sendo líder à condição da I Liga de futebol à segunda jornada.
Crónica: Eficácia do Santa Clara vence desperdício do Sporting de Braga

Os açorianos somam seis pontos após a vitória na primeira ronda (2-0 ao Marítimo) e lideram, ainda que à condição, enquanto os minhotos têm um arranque na I Liga 2020/21 para esquecer, com duas derrotas, depois do desaire no Dragão, com o FC Porto, na ronda inaugural (3-1).

O Santa Clara teve duas oportunidades, ambas na primeira parte, e marcou um golo, enquanto o Sporting de Braga, ‘cinzento' na primeira metade, desperdiçou uma mão cheia de ocasiões na segunda e só pode queixar-se de si próprio por não conseguir outro resultado.

Em relação a esses jogos, Carlos Carvalhal operou três alterações no ‘onze', promovendo André Horta, Moura e Paulinho, regressado após lesão.

Mais significativo foi o facto de ter escolhido o habitual lateral Sequeira para terceiro central, fechando à esquerda, substituindo o castigado Raul Silva.

Já Daniel Ramos fez apenas uma, dando a titularidade a Jean Patric (saiu Costinha).

O Braga até entrou no jogo com um remate perigoso de Paulinho (02 minutos), mas pouco agressiva a defender e a falhar muitos passes, a equipa de Carlos Carvalhal sofreria o golo que a derrotaria na sequência de um livre a punir a primeira de muitas faltas escusadas de David Carmo.

Ramos insistiu após o primeiro corte dos minhotos e apanhou Thiago Santana num ‘buraco' criado pelo mau posicionamento da defesa minhota, que tentava subir em bloco.

O ponta-de-lança brasileiro (que sairia ao intervalo, lesionado) rematou enrolado, de pé esquerdo, e fez o terceiro golo no campeonato, depois do ‘bis' da primeira ronda.

O Braga foi crescendo, chegou mesmo a introduzir a bola na baliza, por André Horta, mas o golo foi invalidado por fora de jogo de Moura (20), mas a melhor ocasião seria novamente do Santa Clara, com Carlos Júnior a falhar após grande passe de Thiago Santana (32).

Carlos Carvalhal lançou logo após o intervalo Galeno e Iuri Medeiros (saíram os apagados Al Musrati e Moura), e Daniel Ramos trocou Thiago Santana, queixoso ao sair para o intervalo, por Cryzan,

Na segunda parte, só ‘deu' Sporting de Braga, que foi somando - e desperdiçando - oportunidades.

Esgaio rematou por cima (52), Ricardo Horta, de ângulo apertado, atirou com violência ao poste (60) e, pouco depois, foi novamente Esgaio a rematar às malhas laterais (63) após excelente jogada coletiva.

Aos 68, um grande corte de João Afonso tirou um golo quase certo a Ricardo Horta que, três minutos depois, rematou já bem dentro da área, mas à figura do guardião adversário.

Pouco depois, Iuri Medeiros desferiu um ‘tiro' à barra, após passe de Sequeira (74) e, dez minutos depois, lance caricato com Ricardo Horta a impedir, inadvertidamente, o golo a Paulinho.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página