loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

ll Liga: Desportivo de Chaves subiu ao segundo lugar com vitória fora diante do FC Porto B

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Desportivo de Chaves subiu hoje ao segundo lugar na classificação da II Liga portuguesa de futebol, ao vencer fora um FC Porto B em inferioridade numérica, por 2-1, num encontro da sétima jornada da prova.
ll Liga: Desportivo de Chaves subiu ao segundo lugar com vitória fora diante do FC Porto B

Os flavienses apresentaram-se neste jogo sem nove jogadores, três deles devido à covid-19, cinco por estarem lesionados e um por falta do certificado internacional para poder ser inscrito. Apesar disso, a equipa deu uma boa resposta frente a um adversário que ficou reduzido a 10 jogadores aos 33 minutos, devido à expulsão de Danny Loader.

Os portistas adiantaram-se no marcador aos 45 minutos, por Igor Cássio, e o Chaves empatou já nos descontos do primeiro tempo, graças uma grade penalidade convertida por Rocha e chegou ao 1-2 num golo feliz de Niltinho, aos 56.

Os visitantes começaram bem e a pressionar o FC Porto e, aos 12 minutos, criaram a primeira situação de perigo na sequência de um canto e de um cabeceamento que levou a bola à parte superior da baliza de Ricardo Silva.

Por volta dos 20 minutos, os ‘bês portistas’ começaram a libertar-se da pressão contrária e Rodrigo Conceição viu um cartão amarelo devido a protestos após um lance na área do Chaves, em que o FC Porto pediu grande penalidade.

Danny Loader foi expulso por uma entrada dura sobre Luís Silva, aos 33 minutos, e o médio flaviense teve de ser substituído, tendo entrado para o seu lugar João Teixeira. Um elemento do banco portista também foi expulso na mesma altura.

Em inferioridade numérica, os ‘portistas’ conseguiram marcar com o intervalo já à vista: Tiago Matos cruzou e Igor Cássio aproveitou um erro posicional da defesa contrária e, de cabeça, fez o 1-0.

O Chaves beneficiou de uma grande penalidade cometida já nos descontos para empatar através do central Rocha, tendo o árbitro logo a seguir apitado para o intervalo.

Na segunda parte, João Teixeira atirou fraco e para fora aos 48 minutos, Niltinho ganhou uma falta perigosa à entrada da área ‘portista’ e o mesmo jogador fez o 2-1 com alguma felicidade, porque o seu remate sofreu um desvio decisivo num defensor adversário e deixou Ricardo Silva batido.

A partir daí, o Chaves procurou sobretudo gerir a vantagem, não se desequilibrar e fechar os caminhos para a sua baliza, tendo arriscado muito pouco, ao passo que o FC Porto sentiu dificuldades para encontrar espaços e ter bola.

Gonçalo Borges, que ao intervalo substituiu Rodrigo Conceição, foi dos mais inconformados na equipa de Rui Barros e foi dele um remate forte, aos 65 minutos, que Paulo Vítor sacudiu com os punhos.

O encontro entrou num a fase menos boa, com muitas paragens e vários cartões amarelos, e foi já aos 90+3 que Rodrigo Valente obrigou Paulo Vítor a uma defesa de recurso para canto.

O FC Porto sofreu assim a sua segunda derrota consecutiva no campeonato e encontra-se agora no 12.ºposto, com sete pontos, ao passo que o Chaves subiu à segunda posição, com 14.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página