loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Sporting de Braga passa na Trofa com muito 'suor'

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Sporting de Braga qualificou-se hoje para a fase seguinte da Taça de Portugal de futebol após um difícil, mas justo, triunfo por 2-1 em casa do Trofense, do Campeonato de Portugal, conseguido nos descontos.
Crónica: Sporting de Braga passa na Trofa com muito 'suor'

Galeno, aos 90+3 minutos, desatou o ‘nó' de um jogo muito ‘suado' para os bracarenses, por culpa própria, porque foram perdulários, com Paulinho em destaque, e muito devido a uma grande exibição do guarda-redes do Trofense, Serginho.

Antes, Abel Ruiz tinha colocado o Sporting de Braga em vantagem (44), mas Alan Júnior, de grande penalidade, colocou o jogo novamente igualado e só com muito suor, mesmo jogando com mais uma unidade desde os 65 minutos, é que a equipa de Carlos Carvalhal evitou o prolongamento.

Iuri Medeiros e Castro (12 e 26) ‘aqueceram' as luvas de Serginho, mas o golo só chegou em cima do intervalo: Galeno temporizou na esquerda, Sequeira cruzou, Esgaio amorteceu de cabeça para um remate à meia volta de Abel Ruiz - o avançado espanhol, nos festejos, mostrou uma camisola do colega Moura, que se lesionou com gravidade esta semana.

O Trofense empatou pouco após o reinício, com Alan Júnior a converter uma grande penalidade que puniu uma falta de Al Musrati sobre o ponta-de-lança brasileiro.

Ricardo Horta, aos 67, e Galeno, aos 74, ameaçaram e, com mais perigo ainda, Paulinho (82). A oportunidade mais flagrante foi desperdiçada pelo novo internacional português aos 87: defronte da baliza, Paulinho permitiu uma enorme defesa do guardião que, no minuto seguinte, voltou a evidenciar-se ao parar um remate de Ricardo Horta.

E foi já no período de descontos que surgiu o golo que colocou o Sporting de Braga na fase seguinte, com Galeno, após tabela com Ricardo Horta, a rematar rasteiro (90+3).

Na resposta imediata, Keffel, num canto direto, quase traía Tiago Sá, que com uma defesa de recurso segurou a preciosa vantagem bracarense.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página