loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Benfica goleado pelo Chelsea hipoteca continuidade na Liga dos Campeões feminina

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Benfica hipotecou hoje as possibilidades de seguir em frente na Liga dos Campeões de futebol feminino, ao ser goleado por 5-0 frente às inglesas do Chelsea, na primeira mão dos 16 avos de final.
Benfica goleado pelo Chelsea hipoteca continuidade na Liga dos Campeões feminina

O resultado espelha a diferença de competitividade entre as duas equipas, num jogo disputado no Seixal em que as inglesas tiveram sempre o controlo das operações e alcançaram um resultado que lhes permitirá gerir com segurança o encontro da segunda mão, em 16 de dezembro.

Apesar de entrar praticamente a perder, com um golo madrugador de Francesca Kirby (dois minutos), o Benfica reagiu bem e deu mesmo ideia, a espaços, de querer discutir o jogo a meio campo, apesar de não conseguir chegar ao último terço do terreno.

Mas a capacidade de resposta só durou até ao segundo golo do Chelsea, marcado de cabeça pela defesa central Millie Bright (29 minutos), que apareceu ao segundo poste, solta de marcação, a desviar a bola batida por Guro Reiten.

A avançada norueguesa Reiten esteve em destaque no primeiro tempo, ao assinar também as assistências para o ‘bis’ de Francesca Kirby (33 minutos), num lance desenhado pelo corredor central, e para o golo de Pernille Harder (45), na sequência de um pontapé de canto.

Sem surpresa, as inglesas mantiveram o domínio durante todo segundo tempo e chegaram ao quinto golo por Bethany Englad, aos 54 minutos, ainda antes de alterarem quase meia equipa, aos 61, e começarem a gerir o esforço e o resultado, tendo ainda visto Christy Ucheibe ser expulsa, aos 76.

Já o Benfica, só perto do intervalo conseguiu chegar pela primeira vez perto da baliza inglesa, através de um lance individual de Catarina Amado, que solicitou Cloé Lacasse no interior da grande área, mas a avançada rematou muito por cima.

A canadiana foi a mais rematadora da equipa de Luís Andrade e no último lance de ataque das ‘águias’ obrigou mesmo a guarda-redes Ann-Katrin Berger a aplicar-se para evitar o golo de honra das ‘encarnadas’.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página