loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Vitória de Guimarães reativa entrega de bens ao domicílio para sócios

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje que vai reativar a entrega de «bens essenciais» nas casas dos sócios, depois de já a ter feito em 2020, no âmbito da pandemia de covid-19.
Vitória de Guimarães reativa entrega de bens ao domicílio para sócios

"Depois da iniciativa levada a cabo no ano passado, o Vitória Sport Clube volta a criar uma linha de apoio neste momento difícil para todos. Neste sentido, os associados que necessitem de ajuda, nomeadamente de bens essenciais ou artigos de farmácia, podem usufruir do serviço de entrega em casa", lê-se na nota publicada no sítio oficial.

O clube minhoto lançou uma campanha de entrega ao domicílio de bens essenciais e de fármacos em 31 de março de 2020, para apoiar sócios com mais de 70 anos, quando Portugal atravessava o primeiro confinamento geral devido ao novo coronavírus, e volta a repor a iniciativa no segundo confinamento, desta feita para sócios de qualquer idade, adiantou à Lusa fonte oficial do clube.

Os vimaranenses esclareceram que os "interessados" em receber o apoio devem contactar o clube através do número de telefone na rede fixa e prometeram que a campanha vai "cumprir todos os procedimentos de segurança recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) na implementação deste serviço de apoio".

Em Portugal, a pandemia de covid-19 já provocou, pelo menos, 9.465 mortes e 581.605 casos de infeção confirmados, segundo o boletim mais recente da DGS.

Em todo o mundo, o novo coronavírus já causou, pelo menos, 2.058.226 óbitos e infetou 96,1 milhões de pessoas, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página