Covid-19: Incidência em Espanha desce abaixo dos 100 casos por cada 100.000 habitantes

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O nível de incidência acumulada baixou hoje em Espanha para menos de 100 casos diagnosticados por cada 100.000 habitantes, o número mais baixo desde 12 de agosto de 2020, revelou o Ministério da Saúde espanhol.
Covid-19: Incidência em Espanha desce abaixo dos 100 casos por cada 100.000 habitantes

Os contágios continuam assim a sua trajetória descendente, passando a incidência acumulada de 101 (terça-feira) para 99 casos diagnosticados por cada 100.000 habitantes.

As comunidades autónomas com os níveis mais elevados são as de Andaluzia (180), La Rioja (172), País Basco (131), Navarra (110), Aragão (99) e Madrid (97).

Os serviços sanitários também notificaram 3.823 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.749.031o total de infetados até agora.

Foram ainda registadas mais 36 mortes atribuídas à pandemia desde segunda-feira, passando o total de óbitos para 80.615.

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 337 pessoas com a doença (360 na terça-feira), das quais 83 na Andaluzia, 59 em Madrid e 49 na Catalunha.

Por outro lado, desceu para 3.089 o número de hospitalizados com covid-19 (3.251), o que corresponde a 2,5% das camas, dos quais 853 pacientes estão em unidades de cuidados intensivos (899), 9,1% das camas desses serviços.

Os serviços do Ministério da Saúde também anunciaram hoje que 13,3 milhões de pessoas já estão completamente vacinadas contra a covid-19 (28,0% da população total), e 22,0 milhões têm pelo menos uma das doses (46,5%), em cerca de 47,3 milhões de habitantes que tem o país.

A Comissão Europeia comunicou hoje o seu apoio ao plano de transformação, recuperação e resiliência de Espanha, o que constitui o primeiro passo para que o país comece a receber 69.500 milhões de euros em apoios comunitários durante o período 2021-2026.

Segundo Bruxelas, o plano responde "de uma forma abrangente e devidamente equilibrada" ao que a Europa exigiu para aceder aos fundos de recuperação para enfrentar a crise económica provocada pela pandemia.

Por outro lado, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, afirmou hoje que "em breve" não haverá necessidade de usar máscaras no exterior em Espanha, devido ao ritmo alcançado na vacinação contra a covid-19.

"Em breve abandonaremos as máscaras nas ruas", disse Sánchez no início de um discurso que proferiu na abertura de um fórum económico, sem precisar o dia em que a decisão irá entrar em vigor.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.824.885 mortos no mundo, resultantes de mais de 176,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página