loading

I Liga 2021/22: Arouca procura manutenção e «tranquilidade» após 'carrossel'

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Com uma base semelhante à da temporada passada e à procura da “tranquilidade”, o Arouca regressa à I Liga portuguesa de futebol cinco anos depois, graças a duas subidas de escalão consecutivas e mantendo Armando Evangelista no ‘leme’.
I Liga 2021/22: Arouca procura manutenção e «tranquilidade» após 'carrossel'

Em julho, em declarações aos jornalistas no arranque dos trabalhos para a nova temporada, o treinador de 47 anos referiu que, apesar “das dificuldades”, a equipa tem que se “reinventar, não lamentar e arranjar soluções”, sublinhando a importância dos ‘alicerces’ que transitam da época anterior.

"Levamos uma grande base [do plantel da última época] porque tem de ser e porque tem qualidade para isso. É importante uma entrada forte para ganhar alguma confiança. Essa base de jogadores que transita facilita o trabalho e a assimilação de processos, mesmo para os que chegarem. Vamos entrar com uma exigência maior, mas com os princípios que queremos para o nosso jogo", vincou.

A imagem de marca da equipa na temporada passada era a de confiança nos processos com o controlo de posse de bola e ritmo de jogo, terminando como a defesa menos batida da II Liga e com uma reta final de 11 vitórias consecutivas, incluindo os dois triunfos frente ao Rio Ave no ‘play-off’ de subida.

“No futebol, quando não traçamos objetivos ambiciosos por vezes sujeita-se, em termos emocionais, [que os jogadores] se achem mais pequenos do que o que são. Quero uma equipa ambiciosa, que acredite que pode surpreender e fazer algo diferente. Sabendo de antemão que a manutenção esta época seria fantástico”, apontou.

O emblema conseguiu segurar os jogadores chave da campanha anterior, como o ‘capitão’ Thales, os defesas João Basso e Sema Velázquez, os médios Pedro Moreira e Leandro Silva, que estava emprestado e foi contratado em definitivo esta temporada, e o trio atacante com André Silva, Arsénio e Bukia.

A Leandro Silva, juntam-se os restantes reforços já anunciados pelo clube, como o médio espanhol Eugeni, o atacante israelita Or Dasa e o jovem médio brasileiro Antony, de 19 anos, enquanto a nível de saídas, a mais impactante no 'onze' foi a de Lawrence Ofori, que regressou ao Famalicão após empréstimo.

O Arouca, que parte para esta temporada com um orçamento de 4,5 milhões de euros, começa a caminhada na I Liga no sábado, na receção ao Estoril Praia, depois de ter sido eliminado pelo Rio Ave na segunda fase da Taça da Liga (1-0), após ter vencido o Vilafranquense na primeira (3-0).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página