loading

Moreirense afasta Vitória de Guimarães da Taça de Portugal com lição de eficácia

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O Moreirense venceu hoje o Vitória de Guimarães, por 3-2, em encontro da quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, acentuando o domínio incontestado nos duelos com o rival concelhio na prova ‘rainha’.

Moreirense afasta Vitória de Guimarães da Taça de Portugal com lição de eficácia

Em Moreira de Cónegos, dois golos do brasileiro Yan, aos 20 e 45 minutos, e um do luso-canadiano Steven Vitória, aos 60, contra os de Rochinha, aos 89, e Rafa Soares, aos 90+3, permitiram aos anfitriões afastar os vitorianos pela quarta vez, após vitórias nas épocas 1998/99 (3-2) e 1999/00 (1-0), ambas como visitante, e 2000/01 (4-3), em casa.

O Moreirense, 15.º colocado da I Liga, ‘vingou’ a derrota sofrida há duas semanas no estádio do Vitória de Guimarães, sétimo, em encontro da 11.ª jornada do campeonato, derrubando um dos objetivos da época do vencedor da Taça de Portugal em 2012/13.

Com apoio maioritário nas bancadas, a compensar as ausências de André André, André Almeida e Óscar Estupiñán, os vitorianos instalaram-se cedo no meio-campo contrário, mas hesitaram na definição dos lances e foram apanhados de surpresa aos 20 minutos.

Filipe Soares combinou na esquerda com Ibrahima Camará, que contemporizou em plena área para Yan abrir o ativo, dando alento à estratégia dos ‘cónegos’, que se apoiaram na coesão defensiva para suster a reação rival e continuaram extremamente letais a atacar.

Indiferentes às sucessivas ameaças do Vitória de Guimarães, que viu Rochinha ‘disparar’ em arco de longe para defesa espetacular de Mateus Pasinato, aos 29 minutos, e Bruno Duarte cabecear a centímetros do poste, aos 42, o Moreirense dilatou a vantagem perto do intervalo, com Yan, a passe de Filipe Soares, a concluir uma jogada de envolvimento.

A aposta em Rafa Soares, Ricardo Quaresma e Marcus Edwards na segunda etapa em nada melhorou a prestação dos pupilos de Pepa, que sofreram o terceiro revés à hora de jogo, quando Steven Vitória se impôs nas alturas, após canto na esquerda de Ibrahima.

Desorientado e descrente na passagem aos ‘oitavos’, o Vitória de Guimarães arrastou-se em campo na última meia hora e colocou-se à mercê de um desfecho mais pesado, não fosse Bruno Varela opor-se aos ‘tiros’ de Ibrahima, aos 72 minutos, e André Luís, aos 75.

Rochinha e Rafa Soares aproveitaram a descompressão da equipa de João Henriques para reduzir antes do apito final, num esforço incapaz de impedir que o Moreirense seja, daqui em diante, o único representante de Guimarães nesta edição da Taça de Portugal.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página