loading

Crónica: Estoril e Santa Clara empatam em noite de futebol de ataque

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

Estoril Praia e Santa Clara empataram hoje a dois golos, em jogo da 12.ª jornada da I Liga de futebol que permitiu aos ‘canarinhos’ isolarem-se no quarto posto do campeonato e deixou os insulares com um sabor amargo na boca.

Crónica: Estoril e Santa Clara empatam em noite de futebol de ataque

No Estádio António Coimbra da Mota, o Santa Clara foi quase sempre mais determinado e objetivo na procura do golo e conseguiu adiantar-se no marcador por Lincoln (15) numa jogada de contra ataque. O Estoril Praia respondeu por Rosier (24), mas na segunda parte Cryzan (64) voltou a colocar os insulares na frente. André Franco (88), na conversão de uma grande penalidade, fez o 2-2 final.

Com este resultado, o Estoril Praia, que já não vence há seis jogos, isolou-se de novo na quarta posição, com 21 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Sporting de Braga, caso os minhotos vençam o Vizela. Já o Santa Clara, que teve esta noite na capital uma exibição mais positiva do que o resultado, já não vence há 10 jogos na Liga portuguesa e ocupa o fundo da tabela, com sete pontos conquistados.

À procura de fugir ao fundo da tabela classificativa, o Santa Clara entrou melhor no jogo e nos primeiros 10 minutos instalou-se no meio campo ‘canarinho’, com as oportunidades de maior perigo a serem protagonizadas por Ricardinho, e a mais flagrante por Cryzan, que sozinho na pequena área cabeceou para as mãos de Thiago Silva.

Na altura mais frenética do encontro, Ruiz podia ter adiantado o Estoril Praia, mas na resposta o Santa Clara foi letal: aos 15 minutos, num lance de contra ataque, Ricardinho ‘meteu’ em Rui Costa, o avançado temporizou e na altura exata assistiu Lincoln, com o brasileiro a encostar para o primeiro da noite na Amoreira.

O Estoril Praia percebeu que o jogo já tinha começado e decidiu então tomar conta do jogo. O resultado não demorou a aparecer e, aos 24 minutos, Rosier fez o empate, a desviar oportunamente no miolo da pequena área um cruzamento teleguiado de Carles Soria a partir do flanco direito.

Sempre ao ataque, as duas equipas jogaram de olhos postos na baliza do adversário e, aos 37 minutos, o Estoril Praia ia colhendo frutos numa infelicidade de Mansur, que, após um pontapé de canto, desviou para a própria baliza. Valeu Marco, guarda redes açoriano, que com uma defesa por instinto evitou a ‘cambalhota’ no marcador.

Tal como no primeiro tempo, o Santa Clara voltou a entrar melhor no reatar do encontro, com Ricardinho e Rui Costa muito móveis na frente e, por mais de uma vez, a darem trabalho a Thiago Silva na baliza estorilista.

O Estoril Praia sentia o jogo a fugir, Bruno Pinheiro fez três alterações de uma assentada, mas foi mesmo o Santa Clara a capitalizar o maior domínio no encontro, com Cryzan a fazer o 2-1 à passagem do minuto 64.

Numa jogada de ataque rápido, o brasileiro cavalgou para a área ‘canarinha’, aguentou o aperto entre os defesas da casa e, à entrada da área, disparou junto ao poste, sem hipótese de defesa para Thiago Silva.

Em busca do empate, o Estoril Praia desesperou no ataque e apesar do volume de jogo canalizado para junto da baliza de Marco, foram escassos os lances de perigo dos estorilistas.

Ainda assim, a equipa de Bruno Pinheiro alcançou mesmo o empate num lance infeliz de Hide. O japonês tocou a bola com a mão na área, o árbitro assinalou a grande penalidade depois de alertado pelo videoárbitro e André Franco fez o resto: bola para um lado, guarda redes para o outro.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página