loading

Petit regressa ao comando técnico do Boavista para substituir João Pedro Sousa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O treinador Petit, que abandonou em outubro o Belenenses SAD, vai render João Pedro Sousa à frente do Boavista, clube no qual se formou como futebolista e iniciou a carreira nos bancos, anunciou hoje o 11.º classificado da I Liga.

Petit regressa ao comando técnico do Boavista para substituir João Pedro Sousa

A Boavista FC, Futebol SAD informa que chegou a acordo com Petit para assumir o comando técnico da equipa principal a partir de hoje, depois de ter assinado um contrato válido até 2022/23”, lê-se em comunicado no sítio oficial dos ‘axadrezados’, que tinham confirmado pouco antes a desvinculação por mútuo acordo de João Pedro Sousa.

Armando Gonçalves Teixeira, mais conhecido no futebol por Petit, vai encarar a oitava experiência na I Liga, quase mês e meio depois de ter deixado o Belenenses SAD, que orientava desde 2019/20, no 17.º e penúltimo lugar, com quatro pontos, em oito rondas.

Petit integra na sua equipa técnica os adjuntos Nuno Pereira e Mário Nunes, para além de Jorge Couto e Alfredo Castro, que já faziam parte da estrutura. O treino desta terça-feira já foi orientado pela nova equipa técnica”, prossegue o Boavista, que acedeu ao pedido de João Pedro Sousa em “aceitar uma proposta de um clube estrangeiro”.

De acordo com a imprensa nacional, o ex-treinador está prestes a rumar ao Al-Raed, sexto colocado da Liga saudita, no qual compete o internacional luso Éder, ‘herói’ da final do Euro2016, depois de já ter recusado dois convites de clubes do Médio Oriente.

Petit reassume o Boavista no 11.º lugar da I Liga, com 11 pontos, dois acima do lugar de ‘play-off’ e três sobre a zona de despromoção direta, estando há nove rondas seguidas sem vencer, depois de ter contabilizado duas vitórias, cinco empates e cinco derrotas.

Os portuenses foram ainda eliminados da Taça de Portugal, ao serem goleados na visita ao Rio Ave, da II Liga (4-0), mas continuam a um empate na receção ao Sporting de Braga, na terceira e última ronda do Grupo C, de aceder à ‘final four’ da Taça da Liga.

Natural de Estrasburgo, o ex-médio, de 45 anos, estreou-se como treinador principal no Boavista (2012-2015), antes de somar passagens por Tondela (2015-2017), Moreirense (2017 e 2018), Paços de Ferreira (2017-2018), Marítimo (2018/19) e Belenenses SAD.

Petit está de regresso a uma casa que bem conhece e onde fez história como jogador. Enquanto treinador, o ex-internacional luso (57 jogos pela seleção nacional) é o terceiro com mais jogos na história do clube, atrás de Jaime Pacheco e Manuel José”, lembra o clube.

O ex-médio cumpriu toda a formação no Bessa, de 1987 a 1995, e foi preponderante na conquista de um inédito título de campeão nacional, em 2000/01, já depois de ter vindo a despontar a nível sénior entre Esposende, Gondomar, União de Lamas e Gil Vicente.

Petit rumou em 2002 ao Benfica, que representou por cinco épocas, para arrebatar outro campeonato (2004/05), uma Taça de Portugal (2003/04) e uma Supertaça (2004), antes de jogar mais quatro anos nos alemães do Colónia e encerrar a carreira de jogador no Boavista, então na extinta II Divisão B, em 2012/13, para se estrear como treinador.

O sucessor de João Pedro Sousa vai ser apresentado na quarta-feira, em conferência de imprensa no Estádio do Bessa, no Porto, onde os ‘axadrezados’ recebem o Marítimo, 14.º colocado, com 10 pontos, no sábado, às 18:00, em jogo da 13.ª jornada do campeonato.

O Boavista efetivou mudanças no comando técnico pela sétima época consecutiva, entre nove treinadores utilizados, tendo Petit sido precisamente o último a completar um campeonato inteiro, em 2014/15, quando o clube voltou pela via administrativa à I Liga.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página