loading

Taça da Liga: Amorim procura 'tri', Veríssimo pode dar o sétimo a Jesus

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem vence a Liga dos Campeões 2021-2022?

Rúben Amorim, do Sporting, é o único treinador participante na ‘final four’ da 15.ª edição da Taça da Liga em futebol já vencedor a prova, seis vezes como jogador e duas como técnico, por clubes diferentes.

Taça da Liga: Amorim procura 'tri', Veríssimo pode dar o sétimo a Jesus

Em pouco mais de dois anos ao mais alto nível, o atual técnico do Sporting ganhou a prova em 2019/20, nos primeiros passos ao comando do Sporting de Braga, e em 2020/21, já ao serviço dos ‘leões’, que o ‘roubaram’ aos ‘arsenalistas’ a troco de cerca de 10 milhões de euros, o valor da sua cláusula de rescisão.

O técnico campeão nacional em título, de 36 anos, vai, assim, em busca do ‘tri’, sendo que, para começar, terá pela frente o Santa Clara, de Mário Silva, cujo grande feito como treinador foi a vitória na UEFA Youth League, pelo FC Porto, em 2018/19.

Mário Silva, que nunca disputou qualquer jogo na Taça da Liga, vai encerrar o percurso iniciado por Daniel Ramos e prosseguido por Nuno Campos, autor do grande feito na edição 2021/22 da prova, ao afastar o FC Porto da competição com uma vitória em casa (3-1).

Na outra meia-final, vão defrontar-se outros dois treinadores que não começaram a temporada nas equipas que agora orientam, Nélson Veríssimo, no Benfica, e Petit, no Boavista, sucessores de Jorge Jesus e João Pedro Sousa, respetivamente.

Nélson Veríssimo, que procura a sua segunda final pelo Benfica - que orientou na final da Taça de Portugal de 2019/20, perdida para o FC Porto (1-2) -, cumpre o primeiro jogo na prova, depois de Jorge Jesus comandar a equipa na terceira fase.

Desta forma, o ex-técnico da equipa B dos ‘encarnados’ está em posição para dar mais um troféu a Jesus, que, em caso de triunfo do Benfica, embolsa um sétimo título: já ganhou cinco pelas ‘águias’ e um ao serviço dos ‘leões’.

Neste caso, o treinador, de 67 anos, ‘salvaria’, já depois de sair, a segunda passagem pelo Benfica, na qual não soma – para já – qualquer título, em ano e meio, depois de 10 troféus na primeira, entre 2009/10 e 2014/15.

Em caso de triunfo final, será o primeiro troféu como treinador para Nélson Veríssimo, tal como para Petit, que já ganhou vários como jogador, com destaque para as duas vitórias no campeonato.

O ex-internacional luso, que representou Portugal na fase final do Mundial de 2002, participou no histórico título do Boavista em 2000/01 e no do Benfica em 2004/05, época em que os ‘encarnados’ acabaram com um ‘seca’ que durava desde 1993/94.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página