loading

"O grupo que assaltou o centro de treinos dos árbitros na Maia já viveu melhores dias"

O FC Porto, um dos clubes mais emblemáticos do futebol português, enfrenta um período de turbulência que vai além das quatro linhas, com a detenção de Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, e o iminente processo eleitoral para a presidência do clube.

"O grupo que assaltou o centro de treinos dos árbitros na Maia já viveu melhores dias"

"O líder da claque oficial da Federação Portuguesa de Futebol está a contas com a Justiça..."

Estes acontecimentos, desencadeados quase em simultâneo, têm abalado as estruturas do universo azul e branco, colocando em causa não só a estabilidade institucional do emblema da Invicta, mas também o ambiente fervoroso das claques portistas.

A detenção de Fernando Madureira, conhecido como "Macaco", líder carismático e influente das claques do FC Porto, é o cerne de uma investigação policial em curso, conhecida como Operação Pretoriano.

Esta operação, desencadeada pelas autoridades, visa não só Madureira, mas também a sua esposa, Sandra Madureira, outros membros proeminentes dos Super Dragões, bem como funcionários do FC Porto.

A prisão de Fernando Madureira, agora o "recluso número 12" da cadeia anexa à Polícia Judiciária no Porto, tem sido tema de intenso debate e especulação nos círculos desportivos e na opinião pública.

"Magistrados que são sócios do FC Porto foram incomodados na última Assembleia Geral"

A situação tornou-se ainda mais complexa com as reações públicas de figuras proeminentes no meio desportivo e, neste sentido, Leonor Pinhão, comentadora influente e associada do Benfica, utilizou as páginas do Jornal Benfica para ironizar sobre a situação, recordando episódios controversos que envolvem os Super Dragões.

"O grupo que assaltou o centro de treinos dos árbitros na Maia já viveu melhores dias, mas tudo tem um fim, nem que o fim se prolongue por uma eternidade. Veremos", começou por dizer a conhecida adepta encarnada, citada pelo jornal 'Bancada.pt'.

"O líder da claque oficial da Federação Portuguesa de Futebol está a contas com a Justiça por um cúmulo de maus procedimentos, incrível", observou Pinhão.

"Magistrados que são sócios do FC Porto foram incomodados na última Assembleia Geral do clube e não gostaram, pudera", rematou a associada das águias.

Recorde-se que, outrora, os Super Dragões deslocaram-se ao centro de treinos dos árbitros, na Maia, e confrontaram Artur Soares Dias, juiz que na ocasião havia sido nomeado para o Paços de Ferreira-FC Porto.

Na sequência dos acontecimentos, Fernando Madureira, o líder da maior claque de Portugal, deslocou-se à Maia e aos jornalistas presentes negou o envolvimento dos Super Dragões naquela visita aos árbitros.

"Não foram os Super Dragões que organizaram o que quer que seja", garantiu Madureira.

"Quando muito, terá sido sido algum elemento da nossa claque ou qualquer adepto, descontentes com a arbitragem e com esta situação, como estão os Super Dragões, eu próprio e milhares de adeptos portistas", disse ainda.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem está mais perto de chegar aos quartos de final da Liga Europa?