loading

"O abraço entre Pinto da Costa e Conceição veio fortalecer um vinculo que já existia"

A apresentação oficial da recandidatura de Pinto da Costa à liderança do FC Porto, que teve lugar no Coliseu do Porto, ficou marcada como um evento de grande significado para os adeptos do clube azul e branco.

"O abraço entre Pinto da Costa e Conceição veio fortalecer um vinculo que já existia"

"O Sérgio não tinha necessidade de ir ao Coliseu para se saber que estaria ao lado de Pinto da Costa"

Com a presença de figuras proeminentes do universo portista, como Sérgio Conceição, técnico da equipa principal dos dragões, o momento ganhou ainda mais destaque e relevância na imprensa desportiva nacional.

Contudo, as declarações de Conceição sobre o abraço caloroso a Pinto da Costa suscitaram interpretações intrigantes por parte dos comentadores desportivos.

Recorde-se, que o treinador portista, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo frente ao Santa Clara, abordou a sua participação na cerimónia de recandidatura do atual presidente, destacando a relação pessoal e profissional que o une a Pinto da Costa.

"Relativamente ao abraço que dei a um amigo no Coliseu, a um mentor, alguém que conheço desde os meus 15 anos, que me deu oportunidades muito importantes, a nível pessoal e profissional, foi um abraço muito importante para o presidente e para mim", observou Conceição.

A partir destas palavras, André Villas-Boas, antigo técnico portista e candidato à presidência dos dragões, comentou o momento como um gesto de 'carinho e amizade' entre Pinto da Costa e Sérgio Conceição, afastando qualquer cenário vinculativo.

"O beijo que Conceição dá na testa de Pinto da Costa, como é evidente, é lógico que é vinculativo"

No entanto, o comentário de Villas-Boas foi alvo de uma análise especial por parte de Jorge Amaral, antigo jogador do emblema azul e branco e atual comentador da CNN Portugal.

Para Amaral, André Villas-Boas apresentou-se com um discurso assertivo e 'giro' de se ouvir, mas acredita que o abraço entre o presidente e o técnico dos dragões foi mais que vinculativo, tendo destacado a amizade que perdura há cerca de três décadas entre ambos.

"Acho que o discurso de Villas-Boas foi um discurso fofinho, um discurso interessante, giro de ouvir, não foi agressivo, mas acho que este abraço e o beijo que Conceição lhe dá na carequinha, na testa de Pinto da Costa, penso que é vinculativo, como é evidente, é lógico que é vinculativo", começou por dizer o antigo jogador dos dragões.

"O Sérgio não tinha necessidade de ir, digamos, ao Coliseu, ter este gesto para se saber que estaria ao lado de Jorge Nuno Pinto da Costa"

"Pela primeira vez Villas-Boas foi ao Dragão Caixa ver o jogo de basquetebol, nunca tinha lá entrado"

"Agora, este gesto, estamos a falar de alguém que conhece há 30 e tal anos, quer dizer, há uma amizade de muitos anos, de muito trabalho e é claro que este abraço veio fortalecer, sem dúvida, um vinculo que eu acho que já existia", acrescentou o agora comentador da CNN Portugal.

Jorge Amaral aproveitou ainda a oportunidade para dirigir umas palavras a André Villas-Boas e, com uma certa ironia, parabenizou o antigo técnico e candidato à presidência do FC Porto por ter marcado presença num jogo da equipa de basquete dos dragões.

"Só quero também dar os parabéns ao André Villas-Boas, pela primeira vez foi ao Dragão Caixa ver o jogo de basquetebol, nunca tinha lá entrado, portanto, foi bom ter aparecido. Acho que não é só o presidente do futebol, já aparecer no basquete já é bom", rematou o antigo jogador.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Futebol365 365
26-02-2024 · 12:45

FC Porto: No tempo de Jardel

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem está mais perto de chegar aos quartos de final da Liga Europa?