loading

Artur Jorge: O primeiro treinador a ser campeão europeu num clube português

O futebol português encontra-se de luto com o triste falecimento de Artur Jorge, aos 78 anos, após uma longa batalha contra uma doença prolongada.

Artur Jorge: O primeiro treinador a ser campeão europeu num clube português
FC Porto

"Artur Jorge era uma pessoa com um intelecto muito alto, que se preparava muito bem para os jogos"

O ex-selecionador nacional e treinador de FC Porto e Benfica deixa para trás um legado ímpar, sendo recordado como o primeiro treinador português a conduzir uma equipa à conquista da Taça dos Campeões Europeus.

Artur Jorge tornou-se uma figura icónica no futebol português, especialmente pelos seus feitos enquanto treinador. Em 1984/85 e 1985/86, guiou o FC Porto à conquista do campeonato, marcando o início de uma era de sucesso para os Dragões na presidência de Pinto da Costa.

Além disso, somou duas Supertaças Cândido de Oliveira nas temporadas referidas, solidificando o seu estatuto como um dos técnicos mais bem-sucedidos do clube.

O ponto alto da sua trajetória no Dragão foi, sem dúvida, a conquista da Taça dos Campeões Europeus ao serviço do emblema azul e branco, na época de 1986/87.

Nesse ano histórico, Artur Jorge levou os Dragões a um triunfo memorável em Viena, derrotando o Bayern Munique numa final que ficou gravada na memória dos adeptos.

Depois da passagem pelo Dragão, Artur Jorge assumiu, ainda que por um curto período, o comando da Seleção Nacional portuguesa, antes de partir para o Paris Saint-Germain, onde esteve durante três temporadas.

Seguiram-se então passagens pela seleção nacional da Suíça, pelo Tenerife e Vitesse. Depois rumou ao futebol saudita, onde conseguiu sagrar-se campeão local pelo Al Hilal, agora de Jorge Jesus.

"É uma perda enorme, não só para o país, mas também para o futebol, para o desporto em geral"

O desaparecimento de Artur Jorge foi recebido com pesar e tristeza em todo o panorama desportivo português. A Federação Portuguesa de Futebol expressou as suas condolências através das redes sociais, classificando-o como "para sempre um nome ligado ao nosso futebol".

Tanto o presidente da FPF, Fernando Gomes, como o vice-presidente, Humberto Coelho, manifestaram o seu respeito e gratidão pelo contributo de Artur Jorge para o futebol nacional.

Pinto da Costa também deixou as suas condolências e recordou o legado de Artur Jorge, sublinhando não apenas os feitos desportivos, mas também as características pessoais únicas do treinador.

O líder máximo do FC Porto descreveu o antigo técnico português como uma figura com um intelecto notável, capaz de criar um espírito de grupo e vitória que transcendia as expectativas.

Artur Jorge foi um estudioso do jogo, preparando-se meticulosamente para cada desafio, e deixou uma marca indelével no FC Porto e no futebol português em geral.

"Foi o primeiro treinador a ser campeão europeu num clube português", começou por recordar Pinto da Costa.

"Artur Jorge era uma pessoa com um intelecto muito alto, que incutiu na equipa de 1987 um espírito de grupo e de vitória. Um estudioso que vivia intensamente os jogos e que se preparava muito bem", recordou o presidente azul e branco.

"É evidente que a história dele não é só importante no FC Porto, mas também no futebol nacional", disse ainda.

O atual treinador da equipa principal dos Dragões, Sérgio Conceição, também partilhou palavras de conforto à família de Artur Jorge.

O técnico português destacou a inspiração que o antigo treinador representava e recordou-o como uma pessoa de trato fantástico, apaixonada pelo futebol e pela pintura.

"É uma perda enorme, não só para o país, mas também para o futebol, para o desporto em geral e mais concretamente para o FC Porto", começou por dizer.

"Estamos a falar de um treinador que está no top-3 de títulos, de jogos feitos a comandar a equipa do FC Porto, o primeiro treinador português a ganhar uma Liga dos Campeões, mas também de um gentleman, alguém de um trato fantástico", lembrou Conceição.

José Mourinho também se juntou ao coro de homenagem a Artur Jorge e, sem rodeios, o técnico português, agora sem clube, aponta para o facto de Portugal se ter 'esquecido que havia um histórico do nosso desporto'.

"Portugal esqueceu que havia um histórico do nosso desporto, o qual poderíamos ter feito mais para o recordar. Terei sempre o mister como uma referência. Um homem de grande classe. Um ótimo jogador, mas um treinador de elite no futebol português", disse o técnico.

Artur Jorge não será apenas lembrado pelos troféus e títulos que conquistou, mas também pela sua influência como mentor e estratega.

A sua passagem pelo FC Porto marcou uma era dourada para o clube, elevando-o ao estatuto de potência europeia. Artur Jorge não só guiou a equipa da Invicta à glória desportiva, mas também deixou um impacto duradouro no desenvolvimento do futebol em Portugal.

O futebol português despede-se assim de uma figura ímpar, cujo contributo vai muito além das quatro linhas. Artur Jorge deixa um vazio, mas também um legado inspirador para as gerações futuras.

A sua paixão, dedicação e visão continuarão a influenciar o desporto que amou e que, por sua vez, o amou a ele.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem será o próximo presidente FC Porto?