loading

"A memória do Artur Jorge vai ajudar-nos a lutar para lhe podermos dedicar mais uma vitória"

O futebol português está de luto com o falecimento de uma das suas maiores lendas: Artur Jorge. Aos 78 anos, o ex-selecionador nacional e treinador de FC Porto e Benfica partiu após uma longa batalha contra uma doença prolongada.

"A memória do Artur Jorge vai ajudar-nos a lutar para lhe podermos dedicar mais uma vitória"
FC Porto

"Não só do FC Porto, o Artur Jorge era uma figura do nosso futebol", recorda Pinto da Costa.

Contudo, deixa para trás um legado ímpar, sendo reconhecido como o primeiro treinador português a conduzir uma equipa à conquista da Taça dos Campeões Europeus.

Artur Jorge é uma figura icónica no futebol português, especialmente pelos feitos alcançados como treinador. Nos anos de 1984/85 e 1985/86, foi responsável por guiar o FC Porto à conquista do campeonato nacional, marcando o início de uma era de sucesso para os Dragões sob a presidência de Pinto da Costa.

Além disso, conquistou duas Supertaças Cândido de Oliveira, solidificando o seu estatuto como um dos técnicos mais bem-sucedidos do clube azul e branco.

O ponto alto da sua carreira no Dragão foi, indiscutivelmente, a conquista da Taça dos Campeões Europeus na época de 1986/87.

Nesse ano histórico, Artur Jorge conduziu os Dragões a uma vitória memorável em Viena, derrotando o poderoso Bayern Munique numa final que ficou gravada na memória dos adeptos.

Após, este sábado, ter marcado presença no funeral de Artur Jorge, Pinto da Costa, presidente do FC Porto, deslocou-se à Câmara Municipal das Caldas da Rainha, onde voltou a recordar o antigo treinador português.

"Artur Jorge era uma grande figura e um grande senhor"

Em declarações à comunicação social, Pinto da Costa lamentou profundamente a perda de Artur Jorge, destacando a sua importância não apenas para o FC Porto, mas para todo o futebol português.

"Não só do FC Porto, o Artur Jorge era uma figura do nosso futebol. Foi um grande jogador, foi selecionador nacional, foi campeão europeu pelo FC Porto, portanto para nós é uma grande perda, mas creio que para todo o futebol português. Ele era uma grande figura e um grande senhor", começou por dizer o líder do FC Porto, citado pelo jornal 'A Bola'.

Pinto da Costa também fez questão de dedicar a vitória do FC Porto sobre o Arsenal nos oitavos de final da Liga dos Campeões à memória de Artur Jorge, tendo expressado o desejo de que a memória do antigo treinador português inspire os Dragões a alcançarem mais triunfos.

Quanto à luta pelo campeonato nacional, Pinto da Costa afirmou que a equipa comandada por Sérgio Conceição está focada em pensar jogo a jogo e em dar o seu melhor em cada partida.

"Naturalmente, foi uma grande vitória, o Arsenal é uma das grandes equipas e agora a memória do Artur Jorge vai ajudar-nos a lutar para lhe podermos dedicar mais uma vitória", observou.

"Agora pensamos jogo a jogo e a ser um jogo importante (a segunda mão), o próximo é igualmente importante. São todos e depois no fim fazemos as contas", acrescentou ainda Pinto da Costa.

Por fim, o presidente do FC Porto esclareceu que a sua presença nas Caldas da Rainha não está relacionada com campanha eleitoral, mas sim como uma visita a uma terra que conhece e onde foi muito bem recebido em várias ocasiões.

"Não pensem em eleições, nem estou aqui em campanha eleitoral, estou aqui para visitar uma terra que conheço, uma terra amiga, onde fui muito bem recebido, já mais que uma vez, portanto não estou aqui para pensar nisso", rematou o líder máximo do emblema da Invicta.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Para si

Na Primeira Página

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem será o próximo presidente FC Porto?