loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Sporting: Votaram 3.000 sócios nas primeiras duas horas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Duas horas após a abertura das urnas em Alvalade já votaram 3.000 sócios do Sporting, um número que ultrapassa o número total de votantes das eleições de 2002, que elegeram Dias da Cunha como presidente.

Nessas eleições votaram um total de 2.456 sócios, número inferior ao que se regista ao fim de duas horas após a abertura das urnas nas eleições de hoje, para as quais concorrem cinco candidatos: Godinho Lopes, Bruno de Carvalho, Pedro Baltazar, Dias Ferreira e Abrantes Mendes.

Dias da Cunha concorreu sozinho em 2002, mas a média de 1.500 sócios por hora até agora registada indica que estas eleições do Sporting podem vir a ser as mais concorridas de sempre e ultrapassar o recorde do ato eleitoral de 1988, quando foram votar 17.093 associados para eleger Jorge Gonçalves como presidente.

Nas últimas eleições, em 2009, que elegeram José Eduardo Bettencourt presidente, a afluência às urnas foi a terceira maior de sempre, com 11.360 votantes, ainda assim a grande distância da segunda maior que se registou em 1989, com 15.299, na sequência das quais foi eleito José Sousa Cintra para o seu primeiro mandato.

As eleições de hoje decorrem ao sábado, quando habitualmente se realizam a um dia da semana, o que pode constituir um fator determinante para que o recorde de afluência às runas seja batido.

Na anterior eleição, que decorreu a uma sexta-feira, os períodos de maior afluência registaram-se na abertura das urnas, às 09:00 – hoje abriram às 10:00 – à hora de almoço e à hora do fecho, que aconteceu cerca das 22 horas, enquanto hoje verifica-se até ao momento uma afluência mais uniforme.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página