loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Comentário: Benfica 'degola' Gil Vicente e vê título cada vez mais perto

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O Benfica está cada vez mais perto de revalidar o título da I Liga de futebol, depois de golear hoje por 5-0, em Barcelos, o Gil Vicente, equipa que se ‘afunda’ no fim da tabela.

Os golos de Maxi Pereira (15 e 70), Jonas (21), Luisão (46) e Lima (59), deram corpo a uma grande exibição e à superioridade total dos ‘encarnados’.

Nas três últimas jornadas, bastam mais duas vitórias para o Benfica sagrar-se bicampeão nacional, mas a consagração até pode surgir antes, se o FC Porto ‘tropeçar’.

Hoje, a equipa de Jorge Jesus passou sem dificuldades em Barcelos, diante de um frágil Gil Vicente, que tem a vida muito complicada para continuar no primeiro escalão do futebol português.

Nas rondas que faltam, os 'galos' jogam duas vezes fora, já na próxima no ‘Dragão’, frente ao FC Porto, depois em Penafiel e terminam o campeonato recebendo o Belenenses.

Nota, no Benfica, para a titularidade de Sulejmani e para a do ponta-de-lança Marwan em vez de Simy na equipa da casa (embora parecesse o contrário, tantos eram os adeptos do Benfica presentes).

Os primeiros minutos foram de algum equilíbrio, mas com ascendente do Benfica, e pressentia-se que a equipa de Jorge Jesus podia marcar a qualquer instante, o que aconteceu aos 15 minutos: grande passe de Lima a ‘rasgar’ a defesa gilista e a isolar Sulejmani, que, podendo rematar, preferiu assistir Maxi, que só teve que encostar.

A equipa ‘encarnada’ mostrava grande mobilidade ofensiva e, apesar de ainda ter passado por um susto, num remate traiçoeiro de Yazalde a que Júlio César se opôs com dificuldade (19 minutos), voltaria a marcar logo a seguir.

Bom trabalho de Gaitan pela esquerda, ainda que contando com a passividade de Gabriel na marcação, e remate de primeira de Jonas (17.º golo no campeonato, igualando o portista Jackson Martinez na liderança dos melhores marcadores), sem hipótese para Adriano Facchini, aos 22 minutos.

Apesar das limitações, o Gil Vicente não queria render-se e deu sinais disso aos 31 e 33 minutos, na segunda situação com um grande cabeceamento de Cadu a obrigar Júlio César a grande defesa, após livre de Ruben Ribeiro.

José Mota trocou de ponta-de-lança ainda antes do intervalo, colocando Simy no lugar de Marwan, e Jorge Jesus também teve que mexer, mas por lesão de Gaitán, entrando Fejsa para o seu lugar. Pizzi passou para o lado direito e Sulejmani para o esquerdo do ataque.

O Benfica fez o terceiro logo a abrir a segunda parte (46 minutos), por Luisão, de cabeça, após canto de Pizzi, e, poucos instantes depois, Sulejemani, servido por Lima e com muito espaço, falhou o quarto tento, permitindo a defesa Adriano.

Mas não demorou a chegar, quando, aos 59 minutos, Lima, de cabeça, correspondeu da melhor maneira a um excelente trabalho de Jonas, que fez um grande jogo.

Aos 62 minutos, o Gil Vicente teve uma excelente ocasião para reduzir, mas o cabeceamento de Simy, após cruzamento de Diogo Viana, saiu ligeiramente ao lado, mas seria o Benfica a ‘engordar’ a conta, com Maxi a ‘bisar’, ao fazer a recarga a uma defesa de Adriano a um remate de Lima (69).

Programa da jornada:

Sexta-feira, 1 de Maio de 2015
V. Guimarães - Estoril, 2 - 0

Sábado, 2 de Maio de 2015
Gil Vicente - Benfica, 0 - 5
Sporting - Nacional, 2 - 0

Domingo, 3 de Maio de 2015
Marítimo - Arouca, 1 - 1
Penafiel - Académica, 0 - 0
Boavista - Moreirense, 3 - 1
V. Setúbal - FC Porto, 0 - 2

Segunda-feira, 4 de Maio de 2015
Belenenses - Rio Ave, 1 - 3
Paços Ferreira - Sp. Braga, 2 - 2

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página