Crónica: Muralha eslovaca resistiu ao 'vendaval' inglês

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O ‘vendaval' ofensivo da Inglaterra foi insuficiente diante da ‘muralha' eslovaca, na partida da terceira jornada do Grupo B do Euro2016 de futebol, que terminou sem golos, mas com muito empenho das duas seleções.
Crónica: Muralha eslovaca resistiu ao 'vendaval' inglês

Na partida disputada no Estádio Geoffroy Guichard, em Saint-Étienne (França), a Inglaterra impôs-se desde o primeiro minuto de jogo, mas não conseguiu marcar, apesar de uma série considerável de ocasiões de golo.

Um desfecho que deixou os ingleses apurados no segundo lugar do agrupamento, com cinco pontos, menos um do que o País de Gales, vencedor (3-0) frente a Rússia (um ponto), defrontando nos ‘oitavos’ o segundo classificado do Grupo F, de Portugal.

A Eslováquia tem grandes possibilidades de ser um dos quatro melhores terceiros classificados, precisando que apenas um dos terceiros dos quatro grupos que faltam tenha um registo pior do que o seu.

Para a derradeira partida do agrupamento, o selecionador eslovaco, Ján Kozák, manteve o mesmo ‘onze' que bateu a Rússia, ao contrário de Roy Hodgson, que fez seis alterações, com destaque para a ausência de Wayne Rooney, avançado do Manchester United, oferecendo a titularidade a Jamie Vardy (campeão pelo Leicester) e a Sturridge (Liverpool).

A primeira ocasião de golo pertenceu aos ingleses, quando, aos 17 minutos, Jamie Vardy apareceu ‘na cara' de Matus Kozacic, mas o remate saiu à figura do guardião eslovaco.

Menos de um quarto de hora depois, o guarda-redes voltou a mostrar serviço, a remate potente de Adam Lallana, médio do Liverpool, em lance de envolvimento do ataque inglês.

Só ‘deu' Inglaterra até ao intervalo e após o reatamento, embora uma falha de Chris Smalling, aos 53 minutos, que tentou amortecer para Joe Hart no coração da sua área, tenha deixado o esférico à mercê de Róbert Mack, mas o extremo dos gregos do PAOK mal tocou na bola quando apenas faltava encaminhá-la para o golo.

Respondeu a seleção dos ‘três leões' e Delle Alli (Tottenham) esteve perto de marcar (61), não fosse Maryin Skrtel (Liverpool) estar atento e cortar o lance em cima da linha de baliza.

Além de Alli, que rendeu Lallana, Hodgson também fez entrar Rooney, para o lugar de Wilshere, dando ainda mais profundidade ao ataque britânico, reforçado mais tarde por Harry Kane (76), na tentativa de fazer os três pontos e terminar o grupo em primeiro.

Marek Hamsik, do Nápoles, ainda ousou rematar à baliza de Hart, a cinco minutos do final, mas a Inglaterra esteve sempre instalada na intermediária contrária, embora sem resultados concretos, pois o jogo terminou sem golos, apesar do modo como os britânicos ‘fustigaram' o último reduto eslovaco.

Programa da jornada:

Domingo, 19 de Junho de 2016
Suíça - França, 0 - 0
Roménia - Albânia, 0 - 1

Segunda-feira, 20 de Junho de 2016
Eslováquia - Inglaterra, 0 - 0
Rússia - País de Gales, 0 - 3

Terça-feira, 21 de Junho de 2016
Ucrânia - Polónia, 0 - 1
Irlanda do Norte - Alemanha, 0 - 1
Croácia - Espanha, 2 - 1
Rep. Checa - Turquia, 0 - 2

Quarta-feira, 22 de Junho de 2016
Islândia - Áustria, 2 - 1
Hungria - Portugal, 3 - 3
Suécia - Bélgica, 0 - 1
Itália - Rep. Irlanda, 0 - 1

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página