loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

António Folha: «Deixem-nos fazer o nosso trabalho em paz»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o adversário mais acessível nas competições europeias?

Declarações de António Folha, treinador do Portimonense, após o jogo da 21.ª jornada da I Liga de futebol, frente ao Rio Ave, que terminou com vitória dos vila-condenses, por 1-0.
António Folha: «Deixem-nos fazer o nosso trabalho em paz»

"Custa falar. Não podemos sempre ser bons rapazes. Não digo que é de propósito, mas em alguns jogos custa a entender os critérios. As pessoas pagam um bilhete, que não é nada barato, e depois vêm ver dez minutos de jogo.

A falta não existe e o Paulinho leva amarelo. Porque falou? Mas não pode falar porquê? São os jogadores que pagam aos árbitros e a todos os que trabalham no futebol. E os jogadores não podem falar, são criminosos? Os árbitros devem ter bom senso e têm de perceber que o jogador é a coisa mais importante que há no futebol, é ele que move isto tudo. Todos os que estamos no futebol somos pagos por estes senhores que estão a correr durante 90 minutos e há que ter mais respeito por eles.

Desde que o Portimonense ficou a dois pontos daquela linha porreira, toda a gente começou a falar na Europa, mas eu avisei que o Portimonense não era um clube de Europa. Quem tem de ir à Europa que vá, deixem-nos fazer o nosso trabalho em paz.

Os jogadores que entraram ainda estão num processo de adaptação à equipa e às nossas ideias de jogo. Há aqui muita gente de qualidade e, tal como fizemos evoluir uns, vamos tentar fazer evoluir outros, sempre a mesma mentalidade. Voltaremos a ganhar jogos porque temos qualidade para isso. Não estou minimamente preocupado com isso. Desde o primeiro dia em que cheguei que me mandaram para o Porto. E ainda cá estou, com 27 pontos."

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler