loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Rui Pedro Soares quer Belenenses a somar 50 pontos e na Europa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

O Benfica foi um justo vencedor da I Liga 2018-2019?

O presidente da Belenenses SAD, Rui Pedro Soares, estabeleceu hoje como objetivo para a próxima época da equipa de futebol alcançar os 50 pontos na I Liga e o apuramento para as competições europeias.
Rui Pedro Soares quer Belenenses a somar 50 pontos e na Europa

“Queremos atingir os 50 pontos na I Liga já na próxima época, apurar-nos para as competições europeias, criar infraestruturas para responder a esse objetivo e crescer sempre de época para época”, disse Rui Pedro Soares em conferência de Imprensa no Jamor.

O responsável pela SAD dos ‘azuis’ lembrou que o Belenenses alcançou nas últimas seis épocas a média de 40 pontos no campeonato, como prometido, e que quer agora subir essa média para 50 pontos e aceder sempre às competições europeias.

Questionado se essa subida da fasquia na ambição da SAD implicaria um aumento do orçamento para o futebol, Rui Pedro Soares alegou que “o orçamento não é tudo” e afirmou que a equipa “tinha metade do orçamento deste ano” quando se apurou para a Liga Europa.

Com mais ou menos orçamento, o presidente da SAD promete “contratar qualidade” para o plantel da próxima época, cerca de 25% de um total de 26 jogadores “com capacidade para serem titulares de modo a promover uma forte concorrência interna na equipa”.

“A base assentará em duas bolsas de jogadores, uns mais experientes que irão continuar e que simbolizam a identidade que pretendemos, como são os casos do Gonçalo Silva, do André Santos, do Licá, do Nuno Coelho e do André Sousa, e outros jovens sub-23 que farão parte da equipa A, como o Diogo Calila, o Tomás Ribeiro, o Kikas, o Robinho, o Agrelos e Douglas Aurélio, além de um terceiro guarda-redes dos sub-23”, explicou Rui Pedro Soares, que pretende juntar a esta base reforços de qualidade.

O líder dos ‘azuis’ remeteu para o final da época um balanço sobre o desempenho da equipa, mas considerou que esta fez “uma boa época, apesar da derrota copiosa por 8-1 frente ao Sporting na 32.ª jornada que muito abalou todos os belenenses.

Para Rui Pedro Soares “essa derrota custou muito aos adeptos, foi mesmo horrível pelos comentários que tiveram de ouvir quando foram ao café, ao restaurante, pôr gasóleo” e as crianças do Belenenses “foram massacradas na escola”.

No entanto, apesar da série de maus resultados da equipa nesta ponta final do campeonato, lembrou que o objetivo prometido dos 40 pontos foi alcançado, bem como a estabilização na I Liga, mas agora quer “virar a página da goleada sofrida frente ao Sporting” e deixar “uma boa imagem com uma vitória sobre o Nacional” na próxima quinta-feira à tarde, no jogo que abre a 34.ª e última jornada da I Liga, no Estádio Nacional.

Quem não está em causa, a despeito da série negativa de resultados é Silas, o treinador: “Se o treinador do Liverpool não vencer a final da Liga dos Campeões ou o do Tottenham, serão despedidos? Esta equipa técnica é a quarta que está há mais tempo em funções na I Liga”.

Acerca da série de lesões que se abateu sobre o plantel, Rui Pedro Soares tem a sua explicação: “Não é a primeira vez que acontece, mas isso não invalida que façamos uma reflexão interna e encontremos as respostas para o que aconteceu. Não há uma razão única para a onda de lesões, há várias, mas posso apontar uma possível. Está cientificamente provado que uma equipa que treina em vários relvados diferentes ao longo de uma época está muito mais suscetível a lesões”.

Sobre o estádio que o Belenenses irá utilizar na próxima época, Rui Pedro Soares garante que tomará uma decisão até 30 junho depois de ouvir os sócios, comprometendo-se, independentemente dessa decisão de curto prazo, a construir um estádio confortável e com todas as exigências do futebol moderno num prazo de cinco a dez anos.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler