loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

LE: Uma dupla inglesa de respeito e o 'especialista' Sevilha

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Frederico Varandas deve pedir a demissão de presidente do Sporting

Os ingleses do Manchester United e do Arsenal são os clubes mais categorizados presentes na fase de grupos da edição 2019/20 da Liga Europa de futebol, juntamente com ‘especialista’ espanhol Sevilha.
LE: Uma dupla inglesa de respeito e o 'especialista' Sevilha

Com ‘apenas’ quatro lugares disponíveis para a ‘Champions’ na ‘Premier League’, e seis equipas de topo, duas ‘sobram’ sempre para a segunda competição da UEFA, cabendo desta vez a ‘fava’ aos ‘gunners’, quintos em 2018/19, e aos ‘red devils’, sextos.

Campeão europeu em 1967/68, 1998/99 e 2007/08, nesta última ocasião com Cristiano Ronaldo como ‘estrela’, o Manchester United tem um título na competição, conquistado em 2016/17, sob o comando de outro português de elite, o treinador José Mourinho.

Desde o adeus de Alex Ferguson, após selar o 20.º título inglês, em 2012/12, o Manchester United nunca mais foi o mesmo, daí várias ausências da ‘Champions’ e nenhum campeonato interno, mas tem mais do que potencial para poder ‘bisar’ na Liga Europa.

O guarda-redes De Gea, os centrais Maguire ou Lindelöf, os médios Pogba e Matic e os avançados Rashford e Martial são algumas das ‘estrelas’ ao serviço do norueguês Ole Gunnar Solskjaer.

Por seu lado, o Arsenal, que cumpre a segunda época após o adeus do ‘eterno’ Arsène Wenger, é outra equipa fortíssima e com fortes ambições a ganhar a prova, que lhe fugiu por pouco a época passada, ao cair apenas na final, face ao vizinho Chelsea.

Os londrinos, que tanto podem conseguir regressar à ‘Champions’ via quatro primeiros lugares da ‘Premier League’ ou vencendo a Liga Europa, têm uma série de categorizadas individualidades, em todos os setores do campo.

O guarda-redes Leno, os defesas David Luiz e Kolasinac, os médios Özil, Xhaka e Guendouzi ou os avançados Aubameyang, Lacazette e Nicolas Pepe são nomes de respeito, num conjunto que defrontará o Vitória de Guimarães na fase de grupos.

A comandar os ‘gunners’ está agora o espanhol Unai Emery, que tem forte ligação à equipa que é a ‘cara’ da Liga Europa, o Sevilha, pois foi sob o seu comando que os andaluzes venceram consecutivamente as edições de 2013/14, 2014/15 e 2015/16.

Desde o início desta época, o novo líder da equipa é outro espanhol, o ex-selecionador e ex-técnico do FC Porto e do Real Madrid Julen Lopetegui, que tem ao seu dispor, entre outros os portugueses Daniel Carriço e Rony Lopes.

Além de United, Arsenal e Sevilha, a edição 2019/20 da Liga Europa tem mais uma série de históricos, incluindo vários campeões europeus, casos de Celtic, Feyenoord, PSV Eindhoven e FC Porto, também já vencedor da Liga Europa (2010/11).

O Saint-Étienne, ainda o clube com mais vitórias no campeonato francês, a Roma, já finalista da ‘Champions’ e comandada pelo português Paulo Fonseca, e o Wolverhampton, que também é liderado por um técnico nacional (Nuno Espírito Santo) e conta com muitos internacionais lusos, são outros clubes de referência.

A lista dos pretendentes à vitória na prova não se esgota, porém, nas 48 equipas participantes na fase de grupos, pois, nos 16 avos de final, entram os oito terceiros da fase de grupos da ‘Champions’, que podem complicar as contas.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler