loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Golo ao ‘cair do pano’ permite ao Famalicão arrancar empate ao Aves

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

Com um golo no último lance do encontro, o Famalicão ‘arrancou’ um empate 1-1, frente ao Desportivo das Aves, na partida da 21.ª jornada da I liga portuguesa de futebol.
Crónica: Golo ao ‘cair do pano’ permite ao Famalicão arrancar empate ao Aves

Os avenses inauguraram o marcador aos 64 minutos, numa grande penalidade cobrada por Welinton, mas o Famalicão, mesmo reduzido a dez unidades com a expulsão de Fábio Martins, resgatou ao empate aos 90+6, por intermédio de Riccieli.

Com este resultado, o Aves, que continua no ultimo lugar do campeonato, falhou uma aproximação mais clara aos adversários diretos na luta pela manutenção, Portimonense e Paços de Ferreira, terminado a ronda com 13 pontos.

Já o Famalicão, que somou o sétimo jogo consecutivo sem vencer em todas as provas, segue no sexto lugar da prova, agora com 33 pontos, os mesmos que o Rio Ave, que está no quinto posto.

Necessitados de pontuar, os forasteiros até entraram melhor no desafio, jogando no meio-campo contrário e surpreendendo o adversário com uma postura mais ofensiva, frisada com remates de Mohammadi, Welinton e Banjaqui, que o guardião local foi segurando.

Os famalicenses só reagiram depois do minuto 20, sacudindo e a pressão e conseguindo esboçar o primeiro remate enquadrado com a baliza, por Gustavo Assunção.

A iniciativa galvanizou os minhotos, que aproveitando algum abrandar do Aves, que deixou de ser tão perspicaz nas saídas para o contra-ataque, repetiu os esforços, nomeadamente num tiro de Diogo Gonçalves, que Beunardeau desviou com os pés.

Os avenses ainda tentaram contrapor, numa iniciativa de Welinton, mas coube ao Famalicão terminar a etapa inicial com a mais soberana chance, num remate de Pedro Gonçalves desviado, em cima da linha, por Diakhité, mantendo o nulo o intervalo.

O tempo de descanso acabou por ser benéfico para o Aves, que se reorganizou e repetiu a boa entrada do primeiro tempo, conseguindo, aos 49 minutos, ameaçar o golo, num remate de Welinton, que Vaná respondeu com boa defesa.

A persistência dos avenses acabou por dar frutos aos 64 minutos, quando Welinton, depois de ter sido derrubado na área contrária pelo guarda-redes Vaná, numa falta para grande penalidade, assumiu a cobrança do castigo, e inaugurou o marcador.

Só quando se viu em desvantagem o Famalicão despertou, de novo, para o jogo, tentando ‘minimizar os estragos', primeiro com um remate de Fábio Martins, que Beunardeau, defendeu e, depois, num contra-ataque em que Toni Martinez, com a baliza à mercê, falhou o desvio.

A tarefa de recuperação da equipa da casa complicou com a expulsão de Fábio Martins, aos 86, por acumulação de amarelos, mas já no último lance do desafio, os famalicenses acabaram por ser letais, quando Riccieli, aos 90+6, desviou de cabeça um livre de Diogo Gonçalves, fixando o 1-1 final.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página