loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

LE: Lage diz que Shakhtar «é oportunidade» para o Benfica «dar passo em frente»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

O treinador do Benfica afirmou hoje que a visita ao Shakhtar Donetsk, para a Liga Europa, é uma «oportunidade» para os ‘encarnados’ retomarem o caminho do sucesso, depois de duas derrotas seguidas na I Liga portuguesa.
LE: Lage diz que Shakhtar «é oportunidade» para o Benfica «dar passo em frente»

Apesar dos desaires com FC Porto e Sporting de Braga, Bruno Lage recusou que este seja o momento mais difícil desde que assumiu o comando do Benfica, considerando que o momento não traz “problemas, mas sim oportunidades”.

“Foram resultados menos bons, mas demorou um ano até que esse momento chegasse. Isto não são problemas, são oportunidades. Perdemos seis pontos em dois jogos seguidos para o campeonato, mas continuamos em primeiro. Não sei se isto alguma vez aconteceu. Esta é a oportunidade de darmos um passo em frente, mostrarmos o nosso trabalho e a nossa forma de jogar”, disse Lage, em conferência de imprensa.

O técnico, que falava na antevisão da partida com os ucranianos do Shakhtar Donetsk, da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa, admitiu que os ‘encarnados’ não podem “esconder” algumas carências defensivas que têm evidenciado, embora tenha reforçado que se trata de um “problema coletivo e não individual”.

Na visita a Kharkiv, marcada para quinta-feira, o Benfica vai ter pela frente “um adversário muito competente, que tem feito campanhas fantásticas nacionais e internacionais”. Contudo, Bruno Lage vincou a intenção das ‘águias’ diante do conjunto orientado por Luís Castro: “Temos ambição de fazer um bom jogo e prosseguir nas competições europeias.”

Questionado sobre uma eventual candidatura à conquista da Liga Europa, o técnico benfiquista limitou-se a dizer que “todas as equipas entram na competição com esse objetivo”, mas que o mais importante agora é recuperar a “consistência” da equipa.

Perante as ausências dos lesionados André Almeida, Jardel e Gabriel, e do castigado Weigl, Lage não revelou o ‘onze’ que vai lançar frente ao Shakhtar Donetsk, salientando que “mais importante do que a posição dos jogadores é a dinâmica que oferecem”.

Numa das últimas questões na conferência de imprensa, um jornalista ucraniano colocou Bruno Lage perante duas possibilidades: se preferia ser eliminado da Liga Europa pelo Shakhtar e conquistar o campeonato português ou seguir em frente na prova europeia, mas perder a competição nacional.

“Mas chego à final [da Liga Europa]? E ganho? Não posso ganhar as duas? Se eu disser que prefiro uma coisa a outra, no dia seguinte o presidente manda-me embora. Portanto, só pensamos em seguir em frente em todas as competições”, disse, de forma bem-disposta.

Benfica e Shakhtar Donetsk jogam na quinta-feira, a partir das 17:55 (hora de Lisboa), em Kharkiv, num encontro que será dirigido pelo escocês Bobby Madden.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página