loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: FC Porto festeja a dobrar com triunfo sobre Sporting a valer título

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O FC Porto viveu quarta-feira uma noite de festejos duplos, num Dragão vazio, ao bater o Sporting por 2-0, no ‘clássico’ da 32.ª jornada da I Liga de futebol, e garantir o 29.º título de campeão nacional.
Crónica: FC Porto festeja a dobrar com triunfo sobre Sporting a valer título

Numa partida em que os ‘dragões' só tinham de pontuar garantir, já nesta ronda, o segundo cetro em três anos, Danilo e Marega retiraram todas as dúvidas, assinando os dois golos do jogo, aos 64 e 90+1 minutos, respetivamente.

Com este triunfo, os ‘azuis e brancos' passam a somar 79 pontos, retirando qualquer hipótese de recuperação ao Benfica, que segue no segundo posto, com 71, quando apenas faltam duas jornadas por disputar.

Já o Sporting, que sofreu a primeira derrota desde que Rúben Amorim assumiu o comando técnico, ao nono jogo, mantém-se no terceiro lugar, com os mesmos 59 pontos, mas agora com o perseguidor Sporting de Braga a apenas dois de distância.

Para este jogo com elevada carga emocional para os ‘azuis e brancos', o técnico Sérgio Conceição surpreendeu com a aposta em Fábio Vieira e Loum nas opções iniciais, além de Danilo Pereira, para colmatar as ausências do lesionado Sérgio Oliveira e dos castigados Uribe e Corona, mantendo a coesão do meio-campo.

Do outro lado, os lisboetas, que surgiram com Borja e Matheus Nunes nos lugares de Acuña e Doumbia, até tiveram uma entrada endiabrada no desafio, e logo aos 20 segundos chegaram a introduzir a bola na baliza contrária, numa jogada de Nuno Mendes, com recarga eficaz de Soprar, mas com o tento anulado por fora de jogo do esloveno.

A sublinhar os momentos iniciais frenéticos, o FC Porto também viu um golo ser invalidado, numa desmarcação de Luís Díaz, aos 12 minutos, em que colombiano ajeitou a bola com mão antes de desferir o remate final.

Lançados os contornos emocionantes do desafio, o perigo continuou a rondar as duas balizas, percebendo-se que os ‘dragões' tentavam chamar si o controlo das operações, reclamando mais posse de bola, enquanto que o Sporting ia respondendo em contra-ataque.

Nesta toada, globalmente equilibrada, acabaram por ser os lances de bola parada a causarem maiores calafrios, merecendo destaque, aos 25 minutos, um remate de Luís Dízz, na sequência de um canto, que o sportinguista Coates salvou em cima da linha.

O conjunto de Alvalade não se intimidou e, através de um canto e de um livre, teve em Jovane Cabral duas boas oportunidades para inaugurar o marcador, embora pecando na pontaria.

Ainda antes do intervalo, coube ao FC Porto, que mostrava mais tração no meio campo, uma das melhores ocasiões desta etapa inicial, numa tentativa de desvio de Pepe, que o guardião contrário, Luís Maximiano, se impôs, saindo aos pés do central portista, para fazer prolongar o ‘nulo’.

Sabendo que esta igualdade servia os seus intentos, o conjunto protista retomou o jogo com serenidade, conseguindo controlar as movimentações do adversário, mas criando perigo sempre que encontrava brechas.

Aos 63 minutos, Fábio Vieira deixou a primeira ameaça de golo, com um tiro à barra, que serviu de prenúncio para o tento inaugural, que chegou no instante seguinte, quando Danilo desviou para o 1-0, um canto de Alex Telles.

A preciosa vantagem entusiasmava os adeptos portistas nas imediações do estádio, que já lançavam fogo de artifício e faziam entoar cânticos, que motivaram a equipa para instantes finais, mesmo perante um ligeiro ascendente do Sporting

No entanto, a noite estava destinada a ser de festa para o FC Porto e, já nos descontos, aos 90+1 minutos, Marega, num contra-ataque, retirou qualquer dúvida sobre as celebrações, estabelecendo o 2-0 final, assistido por Otávio.

Programa da jornada:

Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
Marítimo - Rio Ave, 0 - 0
V. Setúbal - Famalicão, 1 - 2

Terça-feira, 14 de Julho de 2020
Santa Clara - Desp. Aves, 3 - 0
Portimonense - Boavista, 2 - 1
Benfica - V. Guimarães, 2 - 0
Gil Vicente - Tondela, 3 - 2

Quarta-feira, 15 de Julho de 2020
Moreirense - Paços Ferreira, 1 - 1
Sp. Braga - Belenenses SAD, 1 - 1
FC Porto - Sporting, 2 - 0

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página