loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Vírus já matou mais de 627 mil pessoas e infetou 15,2 milhões no mundo

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

A pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus já provocou a morte a mais de 627 mil pessoas e infetou mais de 15,2 milhões em todo o mundo, de acordo com o último balanço feito pela Agência France-Presse (AFP).
Covid-19: Vírus já matou mais de 627 mil pessoas e infetou 15,2 milhões no mundo

De acordo com o balanço da AFP, que se reporta às 11:00, estão registados pelo menos 627.307 mortos e 15.253.270 casos de infeção diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da pandemia.

Pelo menos 8.535.200 pessoas são consideradas curadas.

Durante o dia de quarta-feira foram registados 266.133 novos casos e 10.053 mortes em todo o mundo. Os países que registaram o maior número de óbitos nos seus últimos balanços foram o Peru, com 3.876 mortes (188 nas últimas 24 horas e 3.688 correspondem a uma revisão dos dados pelas autoridades, o Brasil (1.284) e a Índia (1.129).

Os Estados Unidos da América (EUA) são o país mais afetado pela covid-19, com 3.970.908 casos registados e 143.190 mortes, segundo o balanço da universidade John Hopkins. Pelo menos 1.210.849 pessoas foram consideradas curadas.

Depois dos EUA, os países mais afetados são o Brasil, com 82.771 óbitos e 2.227.514 casos de infeção, o Reino Unido, com 45.501 mortes (296.377 casos), o México (41.190 mortes e 362.274 casos) e a Itália (com 35.082 mortes em 245.032 casos).

Entre os países mais duramente atingidos pela pandemia, a Bélgica é o que regista o maior número de mortes em comparação com a sua população, com 85 óbitos por 100.000 habitantes, seguida pelo Reino Unido (67), Espanha (61), Itália (58) e Suécia (56).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) comunicou oficialmente um total de 83.729 casos (22 novos nas últimas 24 horas), 4.634 mortes (0 novas) e 78.855 casos curados.

A Europa totalizava às 11:00 de hoje 206.714 mortes para 3.007.088 casos de infeção, a América Latina e Caraíbas 173.867 óbitos (4.057.096 casos), os estados Unidos e Canadá 152.094 mortes (4.083.148 casos), a Ásia 54.096 óbitos para 2.271.815 casos, o Médio Oriente 23.942 mortes (1.048.030 casos), África 16.432 óbitos (771.160 casos) e a Oceania 162 óbitos para 14.936 casos de infeção pelo novo coronavírus.

A AFP sublinha de que o número de infeções registadas reflete apenas uma parcela do número real de casos, uma vez que muitos países não têm recursos suficientes para rastrear o SARS-CoV-2 em larga escala.

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 49.379 casos de infeção confirmados e 1.705 mortes.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página