loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Proença enaltece Ronaldo como «símbolo atual de tudo o que personifica o futebol português»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, congratulou Cristiano Ronaldo pelo título de campeão italiano, lembrando que o jogador da Juventus é “o símbolo atual” do futebol nacional.
Proença enaltece Ronaldo como «símbolo atual de tudo o que personifica o futebol português»

“Cristiano Ronaldo é o símbolo atual de tudo o que personifica o futebol português: o querer, a garra, o talento. Ele é o expoente máximo do nosso Futebol no mundo, e a prova inequívoca [de] que o profissionalismo e a dedicação, aliados a um talento nato, podem levar-nos ao topo”, destaca Pedro Proença, citado em comunicado.

O presidente da Liga de clubes parabeniza o internacional português “por mais um título”, considerando ainda que, “efetivamente”, Cristiano Ronaldo “eleva alto o nome do Futebol português no mundo”, e todos, “sem exceção”, têm uma “palavra de agradecimento para com ele”.

A Juventus assegurou no domingo a conquista do nono título consecutivo de campeã italiana de futebol, o 36.º da sua história, ao vencer em casa a Sampdoria, por 2-0, na 36.ª ronda.

Na receção, sem adeptos, à Sampdoria, a formação de Turim chegou aos golos por Cristiano Ronaldo, aos 45+7 minutos - o 31.º do português no campeonato, que ainda falhou um penálti aos 89 -, e Bernardeschi, aos 67.

A ‘Juve', que a duas jornadas do fim da Liga italiana tem sete pontos de vantagem sobre o segundo, o Inter de Milão, vence o título de forma consecutiva desde 2011/12, somando agora 36 cetros de campeã nacional.

Ronaldo engrossou assim a extensa lista de troféus, ao sagrar-se bicampeão italiano pela Juventus, numa época em que se tornou no primeiro futebolista a marcar 50 golos em três dos principais campeonatos europeus.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página