loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Moçambique regista mais uma morte e ultrapassa as duas mil infeções

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Moçambique registou hoje a 15.ª morte de um paciente com covid-19 e mais 56 novas infeções, elevando o total para 2.029, anunciou o Ministério da Saúde.
Covid-19: Moçambique regista mais uma morte e ultrapassa as duas mil infeções

A vítima, de 78 anos, é de nacionalidade moçambicana e deu entrada na unidade de cuidados intensivos de um hospital privado na Cidade de Maputo no dia 29 de julho, tendo falecido na segunda-feira, no mesmo dia em que se conheceu o resultado da sua testagem, refere-se num comunicado do Ministério da Saúde.

"[Ele] tinha um quadro clínico grave, sofrendo de outras doenças", acrescenta o comunicado.

No dia em que Moçambique regista o 15.º óbito por covid-19, houve 56 novos casos, elevando o total para 2.029, dos quais 1.851 são de transmissão local e 178 casos são importados.

Do total de casos anunciados hoje, 52 pessoas são moçambicanas, três são malauianas e uma é de nacionalidade zimbabueana.

"Os casos hoje reportados encontram-se em isolamento domiciliar e, neste momento, decorre o processo de identificação dos seus contactos", refere o comunicado.

As autoridades de saúde indicam ainda que há 10 pessoas internadas e outras 765 dadas como recuperadas.

A maioria dos casos ativos estão na Cidade de Maputo e na província de Cabo Delgado, com 332 e 257 pessoas infetadas, respetivamente, seguida de Maputo província, com 261, e Nampula, com 200 infeções.

As restantes sete províncias do país registam menos de 40 casos.

O país, que viveu os últimos quatro meses em estado de emergência, realizou 62.373 testes de casos suspeitos, desde o anúncio do primeiro caso de covid-19 (a 22 de março), tendo rastreado mais de 1,6 milhões de pessoas.

Um total de 25.897 pessoas suspeitas de infeção foram colocadas em quarentena domiciliária e 3.542 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 694 mil mortos e infetou mais de 18,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página