loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

II Liga: ‘Nulo’ entre Cova da Piedade e Académica espelha pobreza de ambas as equipas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O Cova da Piedade e a Académica empataram hoje 0-0, numa partida da terceira jornada da II Liga portuguesa em que o ‘nulo’ espelha na perfeição a pobreza do futebol apresentado por ambas as equipas.
II Liga: ‘Nulo’ entre Cova da Piedade e Académica espelha pobreza de ambas as equipas

Entre duas formações que vinham de triunfos na ronda anterior, mas com aspirações diferentes na competição, o ponto conquistado acabou por ser do agrado de ambas as partes, mais para a equipa da casa, o Cova da Piedade, em função do atraso que leva na preparação (começou a treinar há apenas um mês), apesar de até ter sido a equipa mais rematadora.

A Académica quis ter mais bola e conseguiu-o, frente a uma equipa ‘grená’ apostada em fechar os espaços e a procurar a profundidade para chegar perto da baliza de Mike, estratégia que permitiu aos homens de Toni Pereira serem mais rematadores e perigosos na etapa inicial.

Ainda assim, a produção ofensiva dos ‘grenás’ limitou-se a dois ‘ameaços’ de Balogun e a três remates de fora da área, recurso também utilizado pela Académica no seu único ‘disparo’ de relativo perigo na etapa inicial, dado revelador da dificuldade de ambas as equipas para perfurar as muralhas defensivas contrárias.

A toada manteve-se na segunda metade, mas ainda com menos lances próximos de ambas as grande áreas, num ‘marasmo’ que dava a ideia de só poder ser ‘desatado’ num lance de génio ou num erro individual.

A segunda ‘opção’ caiu sobre o central da casa, Simão Júnior, que perdeu uma bola para Rafael Furtado em zona ‘proibida’, aos 81 minutos, mas o guarda-redes da casa, Cléber Santana, resolveu a questão.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página