loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

V. Guimarães: Treinador quer equipa dominadora frente a Paços de Ferreira «organizado»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O treinador Tiago Mendes afirmou hoje o Vitória de Guimarães deve «ter bola» e dominar frente a um Paços de Ferreira organizado, para tentar vencer o desafio da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol, na sexta-feira.
V. Guimarães: Treinador quer equipa dominadora frente a Paços de Ferreira «organizado»

Após a derrota com o Belenenses SAD (1-0) e o empate com o Rio Ave (0-0), a formsção vimaranense precisa ainda de se estrear a marcar para alcançar o primeiro triunfo e o seu treinador crê que a melhor via para o conseguir na receção ao Paços passa por ter a bola a maior parte do tempo.

"O Paços de Ferreira é uma equipa supercompetente. Consegue estar à espera e consegue pressionar alto. É sempre uma equipa muito organizada. Queremos ganhar, queremos dominar, queremos ter bola. Quanto mais bola tivermos, mais perto estaremos de ganhar", sublinhou, na conferência de antevisão ao encontro, agendado para as 21:15, em Guimarães.

Para o técnico de 39 anos, a ausência de golos é a maior pecha do conjunto que orienta, já que, no seu entender, o Vitória melhorou entre as primeira e segunda jornadas, criando mais "situações de golo" do que foi incapaz de concretizar.

Tiago Mendes assumiu ainda que "não tinha expetativas" quanto ao rendimento que os minhotos iriam apresentar no início do campeonato, já que a "equipa é nova" - o plantel teve 16 reforços - e fez somente três jogos numa pré-época, que, de resto, até foi "boa".

"Fizemos uma boa pré-temporada. Não jogámos tantas vezes como quereríamos - tivemos aquele jogo com o Gil Vicente anulado, devido à covid-19 [nos gilistas]. O caminho a seguir é melhorar jogo a jogo. Tenho a certeza de que a equipa vai ser cada vez melhor", frisou.

Entre o jogo com o Belenenses SAD e o duelo com o Rio Ave, o treinador operou cinco alterações na equipa inicial, tendo mesmo abdicado de jogar com ponta de lança em Vila do Conde, mas defendeu que a "ideia de querer ser sempre superior ao adversário" é mais importante para a evolução dos jogadores a seu cargo do que as trocas no 'onze'.

"Mais do que jogarmos em 4x4x2 ou em 4x3x3, o importante são as dinâmicas da equipa. As alterações também serviram de mensagem para dentro do grupo, para todos os jogadores estarem preparados para entrar a qualquer momento. A ideia passa sempre por ser superior ao adversário e por estar perto do golo", observou.

Tiago Mendes reconheceu ainda que, até ao fecho do mercado de transferências, na terça-feira, tudo "pode acontecer" a nível de entradas e de saídas, não se tendo alongado sobre o eventual interesse dos ingleses do Leeds United na contratação do extremo Marcus Edwards.

"Li a notícia [do portal Football Insider]. Não faço ideia [se vai sair]. Tudo pode acontecer de um dia para o outro. Caso fique, caso saia, cá estarei para que a equipa possa ter rendimento", disse.

O Vitória de Guimarães, 15.º classificado da I Liga, com um ponto, recebe o Paços de Ferreira, 13.º, com a mesma pontuação, em partida da terceira jornada, agendada para as 21:15 de sexta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de Hélder Malheiro, da Associação de Futebol de Lisboa.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página