loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Pelo menos 1,350 milhões de mortos no mundo desde início da pandemia

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

A pandemia da doença covid-19 já causou pelo menos 1.350.275 mortos no mundo desde que o novo coronavírus foi descoberto em dezembro na China, indicou hoje o balanço diário divulgado pela agência France-Presse (AFP).
Covid-19: Pelo menos 1,350 milhões de mortos no mundo desde início da pandemia

Mais de 56.234.440 casos de infeção foram diagnosticados oficialmente no mesmo período, dos quais 36.029.400 são pessoas consideradas, até à data, como curadas, de acordo com os dados reunidos pela agência internacional.

Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 11.013 mortes e 582.654 novos casos de covid-19 em todo o mundo, segundo a AFP.

A agência noticiosa francesa sublinha que o número de casos diagnosticados só reflete, contudo, uma fração do número real de infeções.

Alguns países só testam os casos graves, outros utilizam os testes sobretudo para rastreamento e muitos países pobres dispõem de limitadas capacidades de despistagem.

Os países que registaram mais mortes no último dia foram, e de acordo com os respetivos balanços, os Estados Unidos da América (EUA) com 1.751 óbitos, o Brasil com 756 óbitos e Itália (753).

Os Estados Unidos são o país mais afetado, tanto em número de mortos como de casos, com um total de 250.548 mortos entre 11.529.818 casos recenseados, segundo o balanço da universidade norte-americana Johns Hopkins.

No mesmo país, pelo menos 4.350.789 pessoas foram declaradas como curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 167.455 mortos em 5.945.849 casos, a Índia com 131.578 mortos (8.958.483 casos), o México com 99.528 mortos (1.015.071 casos) e o Reino Unido com 53.274 mortos (1.430.341 casos).

Ainda entre os países mais afetados, a Bélgica é o que conta com mais mortos em relação à sua população, com 130 óbitos por cada 100.000 habitantes, seguido pelo Peru (107), Espanha (90) e Argentina (80).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) declarou oficialmente um total de 86.381 casos (12 nas últimas 24 horas), bem como 4.634 mortes (nenhuma no último dia) e 81.433 recuperações.

Por regiões, a América Latina e as Caraíbas totalizavam até hoje (às 12:00 hora de Lisboa) 428.767 mortes em 12.227.735 casos de infeção, a Europa 354.124 mortes (15.440.652 casos), os Estados Unidos e o Canadá 261.701 mortes (11.838.887 casos), a Ásia 184.739 mortes (11.652.379 casos), o Médio Oriente 71.635 mortes (3.028.240 casos), a África 48.368 mortes (2.016.461 casos) e a Oceânia 941 mortes (30.088 casos).

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Devido a correções feitas pelas autoridades ou a notificações tardias, o aumento dos números diários pode não corresponder exatamente aos dados publicados no dia anterior, segundo referiu a AFP.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página