loading
LIVESTREAM

Benfica: Vertonghen sofreu efeitos de choque de cabeça durante nove meses

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O internacional belga Jan Vertonghen, do Benfica, revelou hoje que sofreu tonturas e enxaquecas durante nove meses após um choque de cabeça nas meias-finais da Liga dos Campeões de futebol de 2019, quando atuava pelo Tottenham.
Benfica: Vertonghen sofreu efeitos de choque de cabeça durante nove meses

"Muita gente não sabe que sofri muito com esse choque: tonturas e enxaquecas. É a primeira vez que falo sobre isso. Não devia ter continuado a jogar, afetou-me durante nove meses e não me deixou estar em pleno no relvado", avançou o defesa em entrevista à rádio e televisão belga Sporza.

Durante o jogo em causa, diante dos holandeses do Ajax, Vertonghen chocou com a cabeça numa disputa aérea com o colega de equipa Toby Alderweireld e o guarda-redes do Ajax, Andre Onana.

Apesar do violento choque, o capitão da seleção belga tentou voltar à partida, mas acabou por precisar de ajuda para sair do campo, já depois de ter vomitado.

Ainda assim, Vertonghen participou no encontro da segunda mão, em Amesterdão, uma semana depois, ajudando o Tottenham (agora treinado por José Mourinho) a classificar-se para a sua primeira final da Liga dos Campeões, onde foi batido pelo Liverpool.

Segundo o atleta, os efeitos do choque fizeram-se sentir durante o último ano de contrato que tinha com o Tottenham e não conseguiu recuperar totalmente até à interrupção forçada das competições por causa da pandemia do novo coronavírus, já em 2020.

"Eu tinha mais um ano de contrato, então tinha de jogar, mas quando joguei era mau. Poucas pessoas sabiam disso, foi minha escolha, não culpo ninguém", relatou o jogador de 33 anos, explicando que sofria "cada vez que havia um novo choque".

E acrescentou: "Depois, chegou o confinamento e eu consegui descansar durante dois meses. Fiquei muito melhor a partir daí".

A possibilidade de serem permitidas substituições extra em casos de choque de cabeça está a ser discutida pelo International Football Association Board (IFAB), a entidade que estabelece as regras da modalidade, de acordo com a agência noticiosa francesa AFP.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página