Crónica: Sporting vence sem problemas o Rio Ave e fica mais perto do título

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Sporting venceu hoje um inofensivo Rio Ave por 2-0, em Vila do Conde, numa partida da 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol em que foi sempre superior, para se colocar a quatro pontos do título.
Crónica: Sporting vence sem problemas o Rio Ave e fica mais perto do título

Depois de Pedro Gonçalves, de grande penalidade, inaugurar o marcador, aos 34 minutos, ficando com 18 golos na prova, os ‘leões’ confirmaram o triunfo já no segundo tempo, com um belo remate Paulinho, aos 63.

Com este resultado, os comandados de Rúben Amorim, além de fortalecerem a liderança do campeonato, agora com 79 pontos, e atingirem um recorde na competição de 31 jogos consecutivos sem perder, garantiram, ainda a entrada direta na fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima época.

Já o Rio Ave, que somou o nono jogo consecutivo sem vencer, voltou a complicar as suas contas pela manutenção, mantendo-se no 15.º posto, com 31 pontos, apenas quatro de vantagem, e à condição, em relação ao lugar de ‘play-off’.

Os vila-condenses sentiram cedo dificuldades perante a entrada mais assertiva do Sporting, que, com o técnico Rúben Amorim no banco a supervisionar a estreia a titular de João Pereira e os regressos ao ‘onze' de Adán, Gonçalo Inácio e João Mário, não demoraram a deixar as primeiras ameaças à baliza contrária.

Ainda antes do quarto de hora, os ‘leões' já somavam duas bolas no ferro, após um par de cabeceamentos de Coates e Palhinha, na sequência de cantos, que frisavam o ascendente inicial dos lisboetas perante um adversário mais encolhido.

Os vila-condenses, com Ivo Pinto regressado à lateral direita após castigo, foram ‘obrigados' a concentrar as suas atenções nas tarefas defensivas nesta fase inicial, e sentiam muitas dificuldades em responsar em contra-ataque, mostrando debilidades na construção no último terço

Perante esta inoperância ofensiva da equipa de Vila do Conde, o Sporting, com um futebol mais contundente, fazia com que as emoções se continuassem a centrar-se junto à baliza de Kieszek, que aos 29 minutos foi decisivo numa defesa a um remate de Pedro Gonçalves.

O médio dos forasteiros voltaria a ser protagonista, aos 34 minutos, quando se encarregou da marcação de uma grande penalidade, a sancionador um alegado desvio com o braço de Ivo Pinto na área vila-condenses, avaliado com recurso ao VAR.

Só quando se viu em desvantagem, o Rio Ave decidiu arriscar um pouco mais, forçando a presença na área contrária e protagonizando o seu primeiro remate no jogo, num tiro de longe de Júnior Brandão que Adán defendeu, impondo a vantagem dos lisboetas ao intervalo.

No tempo de descanso, o técnico dos nortenhos, Miguel Cardoso, tentou dar mais dinâmica à equipa, lançado o extremo Carlos Mané no jogo para o lugar de Pedro Amaral, e recuando Fábio Coentrão para lateral esquerdo.

Nos momentos iniciais do reatamento, a equipa vila-condense até respondeu bem à mexida, chegando a ameaçar o empate, num cabeceamento de Júnior Brandão, ao lado, na sequência de um canto.

O Sporting respondeu com a entrada de Matheus Nunes, ainda antes da hora de jogo, com o jovem brasileiro a precisar de apenas alguns segundos em campo para criar perigo, num cabeceamento por cima.

A partida ganhava então contornos de maior equilíbrio, com boas movimentações nas duas áreas, mas, aos 63 minutos, Paulinho decidiu desequilibrar, num remate de ‘nota artística', aproveitando um corte defeituoso de Ivo Pinto, para, de primeira, assinar o segundo tento dos líderes do campeonato.

Com uma posição mais confortável no marcador, e perante incapacidade de reação do Rio Ave, o Sporting entrou em modo de gestão, controlando sem dificuldades o adversário, mas ainda rondou o terceiro golo, já na parte final, numa perdida de Jovane Cabral, perante Kieszek, que manteve o 2-0 até ao final.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página