Crónica: Entrada fulgurante embala FC Porto para goleada sobre Farense

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O FC Porto venceu hoje o Farense, por 5-1, em partida da 32.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que os ‘dragões’ resolveram ainda na primeira parte, após uma entrada fulgurante no desafio.
Crónica: Entrada fulgurante embala FC Porto para goleada sobre Farense

Taremi, aos 06 minutos, de grande penalidade, e depois aos 59, Toni Martinez (14) e Luís Díaz (20) e João Mário (84) apontaram os tentos da goleada ‘azuis e brancos’, tendo Licá, aos 89, apontando apontado o golo de honra dos algarvios, que jogaram mais de uma hora em inferioridade numérica, devido à expulsão de Bilel.

Com este resultado, o FC Porto, que cimentou o segundo lugar agora com 74 pontos, impediu que o Sporting pudesse já hoje festejar a conquista do título nacional, encurtando, provisoriamente, para cinco a desvantagem para os ‘leões’, que só jogam na terça-feira, frente ao Boavista.

Já o Farense viu a sua situação na luta permanência na I Liga ficar ainda mais complicada, mantendo-se em zona de descida no 17.º e penúltimo lugar, com 28 pontos, menos dois que o Boavista que, está em posição de ‘play-off’.

Os algarvios comprometeram cedo as suas ambições para este desafio, pois logo aos seis minutos Licá tocou a bola com o braço na área, numa falta para grande penalidade, que Taremi não desperdiçou para colocar os ‘dragões' em vantagem.

A equipa orientada por Jorge Costa desequilibrou-se com a madrugadora contrariedade, e perante a pressão do FC Porto voltou a ceder, ainda antes do quarto de hora, quando Taremi assistiu Toni Martínez para o avançado espanhol, que rendeu Marega no ‘onze', assinar o 2-0.

Pouco depois, aos 20 minutos, os ‘azuis e brancos’ praticamente sentenciaram o desafio, aproveitando mais uma desconcentração defensiva do Farense para chegar ao terceiro golo, com o inevitável Taremi a esboçar nova assistência, desta feita para Luís Diáz marcar.

Perante esta dinâmica frenética do FC Porto, o conjunto algarvio não conseguia esboçar uma reação ofensiva, centrado as suas atenções em tapar os caminhos para a sua baliza, mas vendo a sua situação no jogo piorar, à passagem da meia hora, quando Bilel, por falta dura sobre Manafá, recebeu cartão vermelho direto, após intervenção do VAR.

O melhor que a equipa algarvia conseguiu fazer neste primeiro tempo foi um contra-ataque, já em tempo de compensação, em que Pedro Henrique chegou a introduzir a bola na baliza portista, mas viu o lance ser invalidado, por fora de jogo, após nova indicação do VAR.

O técnico do Farense ainda tentou inverter os acontecimentos no segundo tempo, operando quatro substituições logo no reatamento, mas tal não beliscou o embalo do FC Porto, que voltou a mostrar-se mais forte, ameaçado, logo aos 54, novo golo por Toni Martínez.

Os ‘dragões’ acabariam por dar contornos de goleada à vantagem, antes da hora de jogo, com Taremi a assumir-se como protagonista da noite ao bisar, desta feita lançado por Otávio.

A partida caiu então numa toada mais ‘morna' com os nortenhos a optarem por gerir a vantagem em modo de poupança, e o Farense sem capacidade ofensiva para ferir o resultado.

A emoção dos golos só voltaria nos derradeiros momentos da partida, com o jovem João Mário, aos 84, num belo remate, a selar triunfo portistas, a que o Farense ainda reagiu, com golo de honra, apontado por Licá, aproveitar um erro da defesa ‘azul e branca’ para estabelecer o 5-1 final.

Com este triunfo, o FC Porto fica a três pontos de garantir a entrada direta na Liga dos Campeões de futebol da próxima época.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página