Europeu-2020: Rúben Dias diz que «coletivo» será determinante para vencer a Alemanha

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O defesa central Rúben Dias afirmou hoje que a dinâmica coletiva será determinante para o desfecho do Portugal-Alemanha e assumiu que a seleção portuguesa deve «manter os pés no chão», apesar da entrada vitoriosa no Europeu-2020 de futebol.
Europeu-2020: Rúben Dias diz que «coletivo» será determinante para vencer a Alemanha

“Vão defrontar-se duas equipas muito fortes, das mais fortes deste Campeonato da Europa, ambas com um estilo de jogo dominador. Sabemos bem do que a Alemanha é capaz e os jogadores que tem, mas nós também temos as nossas armas. Será importante para este jogo quem souber lidar melhor com o seu coletivo”, afirmou o jogador do Manchester City, em conferência de imprensa.

O internacional português, que falava na antevisão do encontro de sábado, no Allianz Arena, em Munique, considerou que os campeões europeus vão “defrontar uma das melhores seleções do Europeu”, que, na estreia, perdeu por 1-0 com a França.

“Vamos defrontar uma seleção de nível alto, umas das melhores do Europeu, que faz parte de um lote no qual a nossa também está inserida”, observou, considerando que, apesar do desaire na primeira jornada, a equipa germânica “também faz parte do lote de candidatos” a vencer o Euro2020.

Apesar do triunfo de Portugal frente à Hungria (3-0), no arranque do Grupo F, Rúben Dias não se coibiu de deixar um alerta: “Temos perfeita consciência de que, apesar de termos entrado bem, a vencer, é preciso manter os pés no chão e que teremos de estar ainda melhores para conseguir vencer este jogo.”

Com 65 jogos disputados na última temporada, entre clube e seleção, Rúben Dias chega à fase final do Campeonato da Europa com uma elevada carga competitiva, algo que, ainda assim, não o limita.

“Esses números são uma motivação ainda maior, porque gosto sempre de me superar, estar no limite, estar lá em cima. E ter a oportunidade de jogar um Europeu e representar o meu país é uma motivação ainda maior”, salientou.

O central, de 24 anos, que se sagrou campeão inglês logo na primeira época ao serviço do Manchester City, considerou que muitos jogos disputados ao longo da época acabaram por prepará-lo “melhor para esta competição”.

“Claro que também me provocou desgaste, mas eu costumo focar-me muito na parte individual, na preparação. A época em si foi-me preparando para a dificuldade que é participar em competições como esta e ganhá-las”, referiu, revelando que “a mentalidade” no City e na seleção portuguesa “é a mesma”: “Dominar o jogo e ganhar todos os jogos.”

Portugal e Alemanha jogam no sábado, a partir das 17:00 (hora de Lisboa), no estádio Allianz Arena, em Munique, em jogo da segunda jornada do Grupo F do Euro2020, que será dirigido pelo inglês Anthony Taylor.

Na primeira ronda, a seleção nacional venceu por 3-0 a Hungria, em Budapeste, com um golo de Raphaël Guerreiro e dois de Cristiano Ronaldo, e soma três pontos no Grupo F, os mesmos da França, que venceu os alemães por 1-0, em Munique, graças a um autogolo de Mats Hummels.

O Euro2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de covid-19, decorre até 11 de julho, em 11 cidades de 11 países diferentes.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página